quarta-feira, setembro 19, 2007

...

Ao que me disse ontem a ama, o Gil pela manhã, logo depois de eu o lá ter deixado, fez uma das suas birras... daquelas que metem gritos e mais gritos, choradeira que nunca mais acaba e que nos deixam de cabelos em pé, sem saber o que fazer. Como a G. também já lá está (mas o A. está de férias esta semana) o choro foi contagioso e às tantas eram os dois a chorar... deve ter sido lindo! :s
E se há dias que eu penso que ele já está adaptado, o de ontem não foi um desses e hoje de manhã quando lá o deixei também não... o pouco tempo em que lá fico com ele, ele não tira os olhos de mim, com receio que eu me vá embora... e cada vez me custa mais, lá ir deixá-lo!

Ele continua um miúdo enérgico, sem parar um segundo, tanto que ama ontem me disse, "ele tem tanta vida que nunca está quieto e além disso acaba por nos cansar só de andarmos atrás dele ou de andar com ele ao colo", pois e eu sei bem isso! O seu passatempo predilecto continua a ser rastejar pela casa toda, em especial atrás do Patrick, que já se esconde dele!

Na segunda feira comecei a usar a dedeira para lhe levar os ratitos, ele achou imensa piada e passou o tempo todo a morder e já faz doer! Mordia-me e depois ria-se! É muito malandro este meu filho!
Agora quando se quer meter connosco, ri-se e abana a cabeça feito doidinho, o papá acha que ele aprendeu isso com um boneco que o padrinho lhe ofereceu, que também movimenta assim a cabeça.

Eu cá continuo a enviar currículos, mas até à data sem novidades, parece que o mercado de trabalho está cada vez mais fechado e já nem com cunhas conseguimos alguma coisa... começo a ficar desiludida com isto... até já envio candidaturas para funções que não me interessam... além disso os salários que se vêm são de brandar aos céus, como é se sustenta um filho com estes ordenados? Oh balhamedeus!
Cada vez me sinto mais desapontada com isto tudo, este país é uma miséria, parece que o que mais interessa é fazer algumas coisas bem feitinhas "para inglês ver" - veja-se o caso da Maddie, que já acho vergonhoso! - e para o povo que é quem merece e faz deste país a nação que é, não há qualquer tipo de retribuição.
Mas será que estes governantes são tão tapadinhos que não percebem que enquanto os ordenados forem estes, não há poder de compra e logo por conseguinte a economia não cresce? É preciso ser economista para perceber isto? Acho que basta um pouco de bom senso... que parece estar em vias de instinção para o nosso primeiro-ministro e demais! E depois vemos anunciadas medidas de "apoio à natalidade" ou lá como se chamam, que a mim me dão vontade de me deitar para o chão e rebolar a rir!
Sim, eu gostava de ter outro filho, mas não, não são estas medidas que me farão mudar de ideias e que me farão ter outro filho, porque não tenho condições monetárias para o fazer, não neste momento. Se viesse viria e seria bem recebido, podia não ter tudo e o Gil poderia ter menos coisas, mas não lhe faltaria amor, mas tendo em conta a vida como está, opto por dar mais coisas ao único filho que tenho.
Desculpem o desabafo, mas hoje não estou nos meus melhores dias...

9 comentários:

Ângela disse...

Ai amiga como eu concordo contigo em tudo o que dizes. Este Portugal cada vez está pior. Cá andamos nós na mesma caminhada de enviar curriculos e mais curriculos e procura aqui, procura ali...e nada!
E depois ainda vejo, tal como dizes, ordenados que são uma vergonha.
Ainda à bocado tive no site do centro de emprego e imagina lá que vi uma proposta de trabalho a trabalhar durante a semana e ainda ao sabado de manhã por uns miseros 420€... isto sinceramente, cada vez está mesmo pior.

Espero que arranjos trabalho rápido, vais ver que te vai surgir uma boa oportunidade.
Beijocas grandes

Simão disse...

olá, infelizmente tb estou na mesma situação...DESEMPREGADA! Tenho um curso que me faz estar em casa pq na minha área não consigo nada e nas outras ou não há experiencia ou habilitações a mais ou...enfim há sempre um motivo p o Não foi escolhida/seleccionada!
Ultimamente tenho-me candidatado a empregos p o ordenado minino mas nem isso, não querem licenciados...devem ter medo de ter de pagar mais, sei lá!!
bjs e boa sorte

Sandra e Afonso disse...

Olá Lisa,
Na segunda-feira passada, foi o primeiro dia de um menino de 8 meses na Ama do meu filho. Tenho perguntado como é que está a ser a adptação e a Ama explicou que quanto mais velhinhos forem os bebés mais dificil é a adaptação. Aquele menino chora muito, faz birras e recusa-se a dormir mesmo estando a cair de sono. Acredito que para ti e para os pais daquele menino esteja a ser muito dificil, mais ainda porque eles choram. Mas tens que ter paciência, por mais que te custe (porque eu sei que custa muito!), e vais ver que o Gil vai adaptar-se aos bocadinhos.

Em relação ao estado da nação, faço minhas as tuas palavras. Nesta zona ainda vai havendo emprego. Os salários podem não ser grande coisa, mas...
Bom mesmo está para emigrar, sabes?

Beijinhos Grandes e não fiques triste por causa do Gil, Ok? Ele vai adaptar-se...

Sandra e Afonso
www.bebeafonsinho.blogspot.com

viviana disse...

isto esta demais mesmo!!! eu começo a dizer que viver em portugal é um luxo!!!! sim!!! pois os la de fora ofereçem-nos mais do que estes badamecos!!!!
venham la os espanhois repÔr o crescimento do país senao... estamos feitos!!! jokas fofas e tem calma se nao consegues ou vês que ele fica assim contigo que tam ser o pai ou outro familiar a leva-lo?? olha que resulta!!!

Golfinho Filipa disse...

Minha linda, compreendo perfeitamente que às vezes te sintas desesperada... Não é nada fácil... Força! Um beijinho grande

Cláudia, a mamã da Daniela disse...

Este país é mesmo uma grandessissima m*da!

Os ordenados que andam a pagar, por 8 horas de trabalho diárias... pouco mais de 500€.
Hão-de me dizer o que dá 500€, neste país, onde até o leite de marca branca custa mais de 0.50€?

Andreia disse...

Oh amiga...tens razão, mas não fiques triste; vais ver que mais tarde ou mais cedo arranjas um emprego, sabes que esta altura também não é a melhor.

Pensamento positivo...não gosto de te ver assim.

Beijinhos grandes.

maria-joão disse...

Pois, o novo apoio á natalidade... enfim.
Mas uma coisa temos que reconhecer: as letrinhas pequeninas que no anuncio da televisão explicam o que não é dito, não são tão pequeninas como as pequeninas do anuncio do clube jamba e outros do género.
Por enquanto foi o unico ponto que vi digno de destaque loll

Lojinha da Pipocas disse...

Minha querida Liza,
Têm de ter mais paciência, o Gil vai adaptar-se e só lhe vai fazer bem esta nova estapa da vida dele!
Boa Sorte para arranjares trabalho!
Força querida, hás-de conseguir alguma coisa!
Beijoquinhas fofinhas e xi-corações apertadinhos para o filhote e para a mamã!