sexta-feira, janeiro 30, 2009

Época de diabruras!

Está aberta a fase dos disparates, das diabruras e das travessuras!
O Gil entrou oficialmente nesta época, ora vejamos, na 4ª feira, mal chegámos a casa da minha mãe deu com a despensa sem porta, por as ombreiras da mesma estarem a arranjar (a casa já tem umas dezenas de anos e as aduelas apodreceram), toca de entrar para lá e mexer em tudo o que podia! Descobriu uma pá nova, de cabo alto, que a minha mãe comprou para substituir a anterior que ele já tinha partido. Não durou 30 segundos, até a ter partido também!

Uma horita depois, lá voltou ele em busca de novas emoções dentro da dita despensa... e o resultado foi um garrafão de azeite entornado! Ainda que não estivesse cheio, deu para ficar bastante no chão e as botas dele ficarem num lindo estado!

Já em nossa casa, durante 2 minutos em que estive com o pai a falar no quarto, foi à cozinha ligou o forno (como é hábito dele, que já não sei o que hei-de fazer para ele perder este vício idiota) e ainda o abriu, tirando de lá o fritadeira em que costumo fritar os salgados, deixando um rasto de óleo pela camisola dele e pela cozinha!

Hoje de manhã mal acordou (estava a dormir na nossa cama desde as duas e pouco da manhã, há dias que dorme a noite toda na cama dele, mas há outros em que dorme o primeiro sono lá e depois chama-me para ir para a nossa, mas isto fica para outro post) viu na cabeceira da cama o resto do leite que tinha deixado antes de dormir e mal pegou no copo entornou logo metade para cima dos lençóis...

Depois de fazer estas coisas ainda se ri, mas nós temos de nos manter firmes com ele e ralhar-lhe... Mas há outros tantos que ele faz, que nos dão mesmo vontade de rir!
Será que é esta a famosa fase dos dois anos??? É que não a imaginava bem assim... e apesar de achar que isto ainda está no principio, espero que não dure muito, senão daqui a pouco temos a casa toda destruída! :S

quinta-feira, janeiro 29, 2009

Voltou a procura...

Se este ano não começou bem, sabia que por aí ainda viria algo mais. Já sinto a instabilidade há algum tempo e conversa com o patrão ontem travou-se nestes moldes:
- Sabe que as coisas não estão fáceis e que o seu posto de trabalho não tem assim tanto trabalho...
- Sim sei...
- Pois... então dou-lhe a escolher, ou aceita passar para part-time ou o seu contrato não será renovado.

É claro que já sabia que isto era algo iminente, e as vantagens de aceitar o contrato a part-time é continuar com um posto de trabalho, sem ir novamente engrossar as filas do centro de emprego.
As desvantagens é ficar a receber bem menos do que metade do que recebo agora, e que já nem é muito, mas enfim, ficando assim já a partir do mês que vem.
Mais uma desvantagem é não receber durante os meses de Fevereiro e Março, a totalidade do ordenado se deixar o contrato findar, não receber a caducidade do contrato, não ter direito a pedir o subsídio social de desemprego (pois porque não tenho direito ao subsídio de desemprego, só mesmo ao social, que ainda assim deverá ser mais elevado do que o ordenado em part-time). Além disto nem sei como ficaria as outras regalias de subsidios de férias e natal, porque o mais provável era rescindir o contrato por mútuo acordo... Então qual era mesmo a vantagem de ir para part-time?
A vantagem era o patrão continuar com o trabalho que tem de ser feito, ainda que pouco, a ser feito e eu a ficar com cerca de 300 euros ao final do mês... pois num part-time nem sequer se tem direito a subsídio de alimentação.
Já quando saí da outra empresa do patrão, sai com rescisão por mútuo acordo e lá se foi a indemnização por caducidade do contrato, mas como assinei um novo contrato nem me fez muita diferença.

Depois de fazer estas contas todas, falei com o L. e decidimos que é preferível ir até ao final do contrato e entretanto já comecei a enviar currículos. Sinto-me angustiada por ter de passar novamente por isto, mas não posso dizer que estou surpreendida... A verdade é que também nunca gostei deste posto de trabalho.

No entanto apesar de achar que estou a tomar a decisão certa, tenho um aperto no peito... O que fariam vocês?

quarta-feira, janeiro 28, 2009

A Nova Cama do Cuquito

Na segunda feira, fui buscar o resultado das análises do Gil, vinha tudo a negativo, tanto o exame de bacteriologia como o de parasitologia. Se por um lado é bom, porque significa que ele não têm nem bactérias nem parasitas nos intestinos, por outro mantém-se as dúvidas acerca das frequentes gastroenterites e diarreias do Gil... Já mandei o resultado para ser visto pela médica, vamos a ver o que ela diz.

Ontem foi finalmente o dia em que pudemos ir buscar a caminha para o Gil, pois desde a queda que ele deu de cabeça, no berço, que estávamos à espera que a cama que escolhemos no IKEA estivesse disponível, pois encontrava-se esgotada. Então recebi finalmente o mail a dizer que já tinham a cama em stock e com medo que voltasse a esgotar, fomos logo lá buscá-la.
É a cama que se vê em preto na imagem, é extensível e por enquanto ainda vai ficar com o colchão do berço, aproveitei ainda para comprar uns talheres muito giros para o Gil, pois ele já quer comer com os nossos e tenho medo que se magoe, estes são mais flexíveis por serem em plástico e ainda comprei a capa de edredon que vêem em baixo, estava em promoção e é muito gira! :P



O L. veio buscar-me a casa da minha mãe para irmos comprar a cama e por essa altura estava o Gil a jantar, quando me vê sair, começa logo a choramingar e eu digo-lhe:
- A mamã já vem, vai comprar uma cama nova para o Gil!
Ficou todo contente.
Quando regressei, mal entrei a porta perguntou-me logo:
- A cama?
Já em casa queria que abrisse a porta do quarto para ver a cama! Lá lhe tive a explicar e a mostrar a caixa, que ainda estava por montar, que o papá montava no fim de semana. É um taralheco muito engraçado. Quando tiver o quarto prontinho coloco fotos!

Outra notícia boa é que a minha avó sai hoje do hospital, mas vai para um lar enquanto não estiver melhor, lá as condições são outras, já conhecemos as pessoas ali porque tivemos lá uma tia, além disso aquilo foi totalmente remodelado, mas é uma situação transitória porque o custo monetário é demasiado alto (a reforma dela é cerca de um terço do totalidade da mensalidade!) e será só enquanto ela não recuperar e enquanto tiver de fazer fisisoterapia. Está doida para ver o Gil, pois não o vê desde a passagem de ano!

A nova saída dele ontem, foi deliciosa:
- Mamã, quéu miminhos!
Como resistir-lhe????

terça-feira, janeiro 27, 2009

25 Meses...

Os últimos 25 meses, ou os últimos dois anos e um mês, foram simultaneamente os mais cansativos, os mais preenchidos, os mais emotivos, os mais empenhados, os mais transmissores de conhecimento e os mais alegres da minha vida.
O Gil completa hoje mais um mês ao nosso lado. Está numa fase muito engraçada, diz tudo, repete muita coisa que dizemos e não se esquece de nada! Tem umas saídas muito cómicas. Tem um arzinho de rebelde misturado com ar de anjinho, o que dá um composto explosivo, engraçado, sedutor e por vezes muito, muito chatinho e outras tantas vezes, resulta numas birras impossíveis e nuns acessos demoníacos de disparates.
Ele ainda não completou os disparates que começou e já está a pensar no próximo. É impossível estar em casa com a cozinha ou a sala arrumada, pois há sempre brinquedos espalhados e quando não são os brinquedos, são coisas que apanha, como as molas da roupa, as papas dele e as frutas de boião, que tenho guardadas numa prateleira que está ao alcance dele, as caixas de plástico (sempre que dá com as portas abertas), a roupa da máquina de lavar, etc, etc.
Tive de colocar as coisas em casa, de forma a que sejam anti-Gil. A parte mais preocupante é quando ele vai ligar o forno, por muito que já lhe tenhamos ralhado e dado uma palmada na mãos ou na fralda, ele insiste neste disparate!
No fim de semana também nos pregou um susto, pois já chega acima da mesa da cozinha. Eu tinha estado a tirar um capucciono para mim, ele foi à mesa e jogou a mão à caneca entornou tudo por cima dele, se aquilo estivesse mais quente não sei como seria... ainda ficou com a mão vermelha, coloquei-lhe Fenistil e passou num instante, mas este meu filho é um perigo... os 4 olhos que uso habitualmente, não são suficientes para vigiar as ameaças que ele representa...
Ainda assim, é com alegria que vejo algumas das suas tolices, há certas coisas que faz, que só me dão vontade de rir, por mais que tenha de lhe fazer cara feia, evitando que ele repita gracinhas inconvenientes.
Mas todos os dias, no banho damos com ele a atirar com a água por todo o lado, numa alegria contagiante, que de facto acaba por ser engraçado, mas no final lá tenho de passar tudo com a esfregona.
Mas o mártir lá de casa é sem dúvida o pachorrento do Patrick, que tem sofrido as passinhas do Algarve com o Gil, que gosta dele, mas creio que pensa que é um boneco a quem pode fazer tudo e por vezes tortura-o até ele não saber mesmo onde se há-de esconder. Mas o Patrick sabe que debaixo da minha cama está a salvo, porque o Gil não consegue meter-se lá. Ultimamente também já perdeu um pouco a timidez e quando o Gil o chateia muito já lhe dá uma sapatada, mas sem nunca o magoar.
Mas esta fase do Gil é muito apaixonante, quer pelo desenvolvimento linguístico, quer pelo desenvolvimento emocional.
A minha hora favorita do dia, é depois do banho do Gil, quando estamos os três na cama e ele se atitra a nós e nos diz:
- O Gil é amigo!
E dá-nos beijinhos e abraços, faz-nos festas e é só carinho. O lado rebelde do Gil transforma-se àquela hora, num lado carinhoso ao qual é impossível resistir.

Ele já deixou de ser bebé... e eu já tenho tantas saudades... agora tenho um menino lindo, amoroso e muito pestinha!
E tanta coisa mais haveria para dizer, mas que agora não me recordo...

segunda-feira, janeiro 26, 2009

Medo dos Mascarados...

Este fim de semana não rendeu, aliás como os anteriores e provavelmente como os seguintes...
O L. voltou a estar doente, com cólicas e diarreia, creio que foi uma intoxicação alimentar que deve ter apanhado... na 6ª feira foi para casa pelas 18h (nem me lembro qual foi a última vez que chegou a casa tão cedo!) e pediu-me para eu ir um pouco mais tarde, pois precisava de descansar um pouco e com o Gil isso seria de todo impossível. No sábado ele ainda não esteve muito bem, pelo que saimos apenas de manhã para ir ao Odivelas Parque e ficámos o resto do dia em casa.

Ontem fomos, como habitualmente, almoçar aos meus sogros e depois do Gil dormir uma pequena sesta fomos até à BTL. Andámos por lá perdidos uma quantidade de tempo, para chegar à conclusão de sempre, trazemos dezenas de catálogos e afins para depois ir tudo para o lixo, até porque até ao julgamento por causa da casa, tudo está por decidir em relação às férias e além disso tenho esperança que o raio do euromilhões acerte nos meus números e posso enfim sair deste emprego, que não me faz feliz nem só um bocadinho!

Às vezes sinto que as minhas ideias estão lentamente a definhar, sinto-me triste e sem objectivos, a fazer uma coisa de que não gosto, para a qual não me sinto minimamente motivada e demasiado longe dos meus sonhos... Mas isto depois fica para outro post...

Bem, mas voltando ao fim de semana, no Feira Nova, o Gil resolveu fazer uma das suas birras porque não queria estar no carrinho e foi quando de repente viu sair da parte do armazém, um homem vestido de Yoco, então não é que ele ainda começou a chorar mais? Tremia de medo só de o ver!
E depois só dizia:
- O Gil tem medo do Yoco...
Já na BTL havia imensos animadores vestidos das mais diversas coisas, como o Pica-pau da Disney ou outros que agora não me lembro, passou o tempo todo a fugir deles, cheio de medo! Com isto já estou a prever o pânico que será no Carnaval, o ano passado ainda andámos no Carnaval de Quarteira sem que ele tivesse medo ou se queixasse dos mascarados, mas este ano acho que não vai ser assim... Contem-me lá, as vossas crianças também são assim tão medrosas? Isto é normal??

sexta-feira, janeiro 23, 2009

Petição on-line

Tendo já sido docente, esta polémica à volta da avaliação dos professores, não me tem exactamente passado ao lado, até porque como mãe há imensa coisa que me assusta no actual estado do ensino... aliás o actual estado do ensino é também uma das razões que me faz não querer voltar para essa área, cada vez mais caricata, com imensa burocracia, vulgo, em bom português, com muita paneleiragem e muita merdice, que não interessa nem ao menino Jesus e que não faz nada para que o ensino em Portugal leve a devida volta, para que seja de facto um ensino formativo e essencial.
Descobri então uma petição dirigida à Ministra da Educação sobretudo pelos Encarregados de Educação, a solicitar a suspensão da avaliação, mas essencialmente a pedir uma maior abertura face ao diálogo. Não assinei esta petição enquanto (ex)docente, mas enquanto mãe, no entanto acho que faz sentido das duas formas.

Tenho de dizer que concordo em absoluto com a avaliação aos professores, mas não com o modelo proposto pelo nosso (des)governo, que não tem em conta nada de nada... não tem em conta as necessidades dos alunos, as necessidades dos professores, nem tão pouco as necessidades do país!

Neste contexto e nos últimos anos, aplaudo apenas a subida crescente dos cursos profissionais, onde já leccionei e onde vejo e onde acredito nalgum futuro.

Caso queiram contribuir para esta petição, podem faze-lo aqui.

Bom fim de semana para todos os nossos visitantes.

quinta-feira, janeiro 22, 2009

Pensamentos Chuvosos

Eu sei que o assunto é repetitivo, mas estes dias deixam-me doente... antes de me ter levantado e mesmo antes do despertador ter tocado, já o Patrick andava a miar pela casa, tendo-me feito acordar ao som da chuva.
Comentei logo com L. que estava outra vez de chuva e que já não podia mais com este tempo, ele começou a refilar comigo a dizer que importância é que isso tinha, pois não trabalho à chuva... pois é verdade, não trabalho à chuva e se calhar no Verão vou-me lamentar devido ao calor e ao excesso de luz, mas neste momento lamento os dias sombrios, a chuva interminável e sobretudo a pilha de roupa que tenho para lavar e a outra que tenho para secar!
À hora de almoço lá coloquei os body's do Gil que estavam no estendal, por debaixo do plástico há espera de secar, dentro da máquina de secar roupa, porque já não tenho body's para vestir ao miúdo!

Para ajudar a esta má disposição temporal que me complica com os nervos, ou não fosse eu uma miúda nascida em pleno Verão, tenho uma dor de cabeça descomunal, daquelas assim com duração prevista de 2 a 3 dias, pois nem com um Migrétil passou, pelo que já tomei o segundo!

Oh pá hoje é um daqueles dias em que dava tudo para ter ficado em casa de roupão a ouvir a chuva a cair do lado de fora, a ver televisão, a ler um livro ou a fazer outra coisa qualquer que não fosse ter de estar aqui no escritório!
Além disso aqui, as coisas não têm melhoras, eu pelo menos não vejo grandes melhoras, neste momento acho que há pouco trabalho e continuamos sem pagar aos fornecedores, isto é, há coisas que vão sendo pagas, mas por meios indirectos e os pagamentos são esticados até ao limite dos limites. Não gosto muito deste ambiente, comparado com o outro que tinha mas enquanto não arranjar outra coisa, não posso sair daqui...

Mais coisas do Gil...

Ontem quando fui buscar o Gil à ama, já depois de lá estar um bocadinho, o A. abeira-se de mim e vem logo o Gil e diz-lhe:
- Não é a tuia mãe! É mia!
Claro que destámos logo a rir... este miúdo diz cada coisa! Mas ele é muito egoísta com as coisas dele, espero que ele mude, agora até comigo é assim...

Já em casa, num acesso de mãezite, em que só chamava por mim dizia repetidamente:
- Mãe, mãe, mãe...
- Não sou tua mãe, deixa-me... - disse-lhe eu.
- Oh Beta, Beta, Beta...
- Ah?!? - fiquei parva a olhar para ele, mas onde é que este pirralho com pouco mais de dois anos vai buscar estes raciocínios rebuscados???

Contei ao L. a cena que se passou na ama e ele estava muito atento a ouvir-nos e depois disse-lhe assim:
- Então eu não sou a mãe do A.?
- Não...
- Então quem é a mãe do A.?
- É a S....
- Ah é a tia S.... e o papá do A. é o L.?
- Não... é o ti P.
Pronto, o rapaz já compreende alguns parentescos e já não se deixa enganar! :D

Como o rapaz agora tem comido muito bem, eu nem insisto para que ele beba leite antes de dormir ou coma um yogurt, mas antes de ontem, já eu estava deitada ao lado dele quando ele se vira para mim e diz:
- Tem fome! Quéo leite...
- Queres leite Gil?
- Sim, quéo leite! - empurra-me para fora de cama e diz - Vai buscári leite pó Gil!
Olhem-me este gaijo, a empurrar-me para lhe ir buscar o leite, deve achar que eu sou empregada dele, deve, deve...
- Gil, a mãe vai buscar o leite, mas tens de o beber todo, está bem?
- Sim...
O pior é que já estava a prever que lhe ia buscar o leite e depois ele não o bebia, mas felizmente estava enganada, acabou por o beber todo.
- Acabou, o Gil bebeu tono, tono!

quarta-feira, janeiro 21, 2009

I’ve been also tagged...

Fui nomeada pela Gaivota, para dizer 16 coisas sobre mim.
  1. Desde miúda que tenho tendência para questionar o mundo que me rodeia, o que me levou a tirar a licenciatura de Filosofia.
  2. A minha vida académica deu-me outra visão da vida, quer pelas experiências que vivenciei nessa fase tão louca, tão "dread", tão instável, mas que deixou tantas saudades, quer pelo que aprendi da própria filosofia.
  3. Tudo o que aprendi teoricamente na escola e faculdade só fez sentido quando engravidei e tive o Gil, era como se só nessa altura, tivesse podido aplicar vivencialmente todas as teorias filosóficas.
  4. Tenho pena de já não estar no ensino, sinto saudades da escola, dos alunos, dos cadernos de notas, das canetas e do cheiro de cada inicio de ano lectivo, mas optei pela minha família, pois um professor, ao invés do que muita gentinha pensa, trabalha muito mais do quem tem um horário das 9h às 18h, como tenho agora.
  5. Gostava de poder trabalhar de acordo com a minhas potencialidades académicas, mas já não tanto na área do ensino, se fosse no ensino optaria pela formação profissional de adultos, mas atrai-me muito mais a área editorial, que apesar de já ter tentado, ainda não me caiu em sorte...
  6. Sou feliz com o que tenho, mas a insatisfação que nos caracteriza enquanto humanos, está sempre a pairar sobre mim.
  7. Descobri que a estabilidade emocional, solucionou a maioria dos meus problemas existenciais.
  8. Ser mãe, tornou-me numa mulher mais completa, mais madura e protectora. Apesar de já não saber estar sem o Gil, às vezes sinto uma certa nostalgia de quando ele não existia e mesmo de quando nem o pai dele fazia parte da minha vida.
  9. Adoro ler, mas ultimamente é coisa que quase não consigo fazer... (oh tempo porque não dás uma trégua, só por uns bocadinhos?)
  10. Adoro dormir até tarde, coisa impossível desde que o Gil nasceu.
  11. Adoro ficar em casa só de roupão num dia chuvoso, coisa igualmente impossível desde o nascimento do Gil, porque se passarmos um dia inteiro com ele em casa, faz-nos a vida negra e faz-nos subir paredes! LOL
  12. Adoro o mar, mas desde que vivi perto dele, essa paixão desvaneceu-se, para retornar recentemente.
  13. Detesto ir ao cabeleireiro e comprar sapatos.
  14. Detesto fazer compras no meio de muita gente e muita confusão.
  15. Descobri que a família é o elo mágico para uma vida sábia, alegre, gratificante e feliz!
  16. Gostava de poder dar um mano ou uma mana ao Gil, mas neste momento é de todo impossível...

Bem, podia continuar, mas já escrevi 16 coisas, o resto vocês vão sabendo por aqui!

terça-feira, janeiro 20, 2009

Coisas do Gil... coisas do tempo...

O Gil ontem esteve mais bem disposto.
Fartou-se de brincar, jantou muito bem e como sempre, não dispensou as maldades ao gato.
Ontem levou para ama um bola que trouxe da casa da avó paterna, mas quando o fui buscar disse-me logo apontando para ela:
- Olha mãe, a bola... partiu!
Olhei para a bola e via-a completamente vazia...
- Partiu-se a bola? Então quem foi?
- O Gil...
- Rebentaste a bola?
- É...
A ama diz que não sabe como é que ele fez aquilo, mas a verdade é que a bola começou a perder ar, diz que deve ter tocado nalgum objecto cortante ou assim. Então agora passa o temnpo todo a dizer que a bola se partiu!
Agora quando lhe perguntamos:
- Como é que te chamas?
A resposta é:
- Gil Miguéu...
- Gil Miguel, quê?
- Bandão! - o Costa deve-se ter perdido algures...

Agora mudando de assunto, alguém me sabe dizer quando é que o raio do tempo normaliza?
Detesto o frio, detesto a chuva e detesto o Inverno!
Então desde quando é que neste país à beira mal plantado, temos temperaturas de 5º graus, às 3 das tarde? Hoje de manhã quando aqui cheguei aqui ao escritório o cenário era este...

video

E a cena tem-se repetido várias vezes ao longo do dia... sinceramente... onde anda o Verão???

segunda-feira, janeiro 19, 2009

Prémio e Desafio

Recebemos este prémio da mamã da Joana, a Sofia.
O qual agradecemos desde já!
O que ditam as regras:
  • Deveremos exibir a imagem do selo no nosso blog;
  • Linkar o blog através do qual recebemos o miminho;
  • Escolher outros 15 blogs a quem entregar o Prémio Dardos;
  • Avisar os escolhidos.

Como não gosto de ter de escolher entre todas vocês e tal como a Sofia disse, este prémio, por contribuir para os laços estreitos que se criam entre nós, fomentando um espirito enriquecedor de partilha, é para todos os que nos visitam, levem-no e exibam-no se ainda não o tiverem!

Ainda da Sofia, recebemos um “Meme”*, muito engraçado! Consiste em discorrermos sobre os sete pecados mortais.
Sete Pecados
  1. Gula: consiste em comer além do necessário e a toda hora;
  2. Avareza: é a cobiça de bens materiais e dinheiro;
  3. Inveja: desejar atributos, status, posse e habilidades de outra pessoa;
  4. Ira: é a junção dos sentimentos de raiva, ódio, rancor que às vezes é incontrolável;
  5. Soberba: é caracterizado pela falta de humildade de uma pessoa, alguém que se acha auto-suficiente;
  6. Luxúria: desejo passional e egoísta por todo o prazer sensual e material;
  7. Preguiça: aversão a qualquer tipo de trabalho ou esforço físico.


As minhas respostas:
  1. Gula: eu sou uma chocolate-dependente, mas há alturas em que ando mais dependente do que outras... por exemplo hoje, já foi meio Aero Bubbly Dark Chocolate... nem luto contra isso! LOL
  2. Avarenta acho que não sou, mas gosto muito de ter sempre um mealheiro disponível, vá-se lá saber porquê... a verdade é que faço algumas poupanças e que em momentos de aperto já me foram muito úteis, quando por exemplo estive 6 meses sem receber ordenado e nunca precisei de pedir a ninguém para me pagar o que quer que fosse, algo de que muito me orgulho!
  3. Inveja: não me considero invejosa, mas às vezes gostava de poder ter mais algumas coisas, sobretudo mais dinheiro para levar uma vida mais desafogada e poder viajar mais.
  4. Ira: tenho alguns acessos de ira de vez em quando, em especial a conduzir, quando me deparo com gente que nunca na vida deveria ter tirado a carta de condução, mas passam-me logo!
  5. Soberba, também conhecido por orgulho: confesso que sou muito orgulhosa, dos sete pecados mortais, este seria o que me mataria primeiro, mas reconheço que a idade me tornou mais madura, mais consciente, mais calma, mais ponderada e mais humilde. Na verdade neste momento acho que tenho tanto de orgulhosa como de humilde, pelo que já não se apresenta como sendo um problema, mas uma mais valia. Não podemos ser demasiado altivos, mas também não nos podemos deixar ser espezinhados!
  6. Luxúria: não faz parte da minha filosofia de vida, mas não é por não gostar é por não poder! LOL
  7. Preguiça: visita-me todos os dias de manhã, mal o despertador toca, mas não cedo ao seu encantamento e mais uma vez não é por não gostar é por não poder! :P

As regras adjacentes a este “Meme” são as seguintes:
  • Publicar as nossas respostas no nosso blog;
  • Desafiar oito blogs à nossa escolha e avisar esses mesmos cantinhos.
  • Mais uma vez, não me agrada ter de escolher 8 blogs, pelo que prefiro que sejam vocês a pegar aqui no desafio e levarem para o vosso cantinho!

*Meme: Os memes podem ser ideias ou partes de ideias, línguas, sons, desenhos, capacidades, valores estéticos e morais, ou qualquer outra coisa que possa ser aprendida facilmente e transmitida enquanto unidade autónoma.

Fim de Semana Rabujento!

O Gil tem estado chatinho, chatinho, chatinho...
No sábado foi para a minha sogra, pois de manhã fui entregar as fezes dele para a análise e agora é só aguardar até dia 26 de Janeiro para termos o resultado da parasitologia, para ver se de facto é um parasita que ele tem e que lhe provoca as frequentes gastroenterites e diarreias, e porque eu precisava de dar um jeito à minha casa, já que com ele não consigo fazer nada em casa.
Assim, tratei da cozinha, do quarto e das casas de banho, não tive tempo para mais :s.
Depois passámos no hospital para ver a minha avó, que continua queixosa com dores, mas nada há a fazer, pois ela sofre de dores crónicas, mas não se conforma com isso... quando saímos do hospital fomos buscar o Gil à minha sogra e depois fomos os três jantar... quer dizer ele já tinha jantado, mas acaba sempre por petiscar qualquer coisa. Aí até se portou menos mal...

Ontem acordámos cedo, quer dizer o Gil acordou-nos cedo e como o dia estava cinzento, triste e chuvoso, o L. sugeriu que fossemos até ao Cascais Shopping, comíamos por lá e se o tempo melhorasse iríamos até à Boca do Inferno.
E assim tomámos o pequeno almoço e despachámo-nos para sair. A caminho de lá, o Gil adormeceu, mas mal o tirámos do carro, acordou. A partir daí foi sempre a fazer birras, ou porque não queria estar no carrinho, ou porque queria a bola (que tinha ficado no carro) ou porque não queria comer a sopa, ou porque não queria comer a fruta, ou porque não queria estar sentado, ou... ou... acabámos por vir embora mais cedo e sem ir a mais lado nenhum (o tempo também não ajudou!). De regresso a casa também adormeceu no carro, quando o tirei para irmos para casa, pelas 16h30, voltou a acordar, mas espetei-o na nossa cama e deitámo-nos os três! Dormiu até às 19h30 e nós também passámos pelo sono, mas pelas 18h30 eu levantei-me para ir fazer o jantar.
Mesmo depois de acordar andou rabujento. Só adormeceu pelas 23h e hoje acordou às 8h.
Parecia estar mais bem disposto, mas quando ficou na ama, ficou a chorar :(, coisa que já não acontecia há algumas semanas. Será que vêm aí os dentitos dos 2 anos, que justifiquem esta rabujice toda, que nos deixam de cabelos em pé?

quinta-feira, janeiro 15, 2009

Ele e a bola! Futuro Crack?

Antes de ontem de manhã, quando o ia a tirar do carro para ir para a ama disse-me assim:
- Não 'tá chuva, 'tá frio! - se bem conheço o meu filho, o que ele quis dizer foi que podia andar na rua, porque estava sol, apesar do frio.
Já ontem o dia estava tão mal encarado e a chuva de manhã pela manhã fez-se sentir bem. Quando o tirei do carro, coloquei-o ao colo e ele grita-me:
- Corre! 'Tá chuva!
Mal chega a casa da ama, pega na mão do A. e diz-lhe:
- Anda ver, 'tá a choveri! Não pode ir pá rua!

Adoro esta fase dele, fico deslumbrada com as coisas que diz. Se umas vezes parece um papagaio, ou porque não se cala, ou porque repete tudo quando nos diz, outras vezes nota-se o seu raciocínio evidente e faz já imensas conversas.
Agora quando se lembra volta a falar no Continente e diz que vamos lá comprar um rol de coisas: "papa pó Gil, papa pó gato, papa pó pai e pá mãe, futa, yogutes, banana..." e mais uma quantidade de coisas que lhe venham à cabeça! É só rir!

E a bola continua a ser a melhor amiga nele nestes dias, até já faz poses para o fotografarmos, ora vejam:


Bom fim de semana a todas!


Adenda: Respondendo à Sofia, a minha avó continua no hospital, parece-me melhor, mas o problema de cicatrização dela vai dar ainda muito trabalho... já esteve para sair, mas exactamente pela questão do corte não estar ainda a sarar, o médico tem-na mantido no hospital, mas noto que ela está melhor, o que é óptimo. Obrigada por perguntares!

quarta-feira, janeiro 14, 2009

Mais Diálogos

A ama do Gil mora perto do coreto da terra, onde fazem todos os anos o persépio e que por cima tem uma árvore grande, que todos os anos na altura do Natal é também enfeitada com estrelas. Desde o dia de Reis que elas não se voltaram a acender e todos os dias o Gil perguntava pelas estrelas e eu respondia-lhe que já as íamos ver, como desde a semana passada elas não se acendem, a conversa mudou um bocadinho:
- Mamã, as estrelas?
- As estrelas já não estão lá...
- 'Tão c'o Pai Natal?
- Sim, foram ter com o Pai Natal... e sabes, o Pai Natal está a trabalhar para trazer muitas prendas para os meninos, mas só para o ano! - tenho-lhe dito isto vezes sem conta.
- O Gil sabe! - mas eu é não esperava por esta resposta! :P
- Ai o Gil sabe? Pronto está bem...
- O Pai Natal foi-se embora, 'té pó ano! Xau! Bom viaje! - ainda crescentou ele.
E eu fiquei a pensar naquela frase... O Gil sabe? Bolas que o racicionio dele já vai muito mais à frente do que eu imaginava...

Ontem fui ver a minha avó ao hospital e depois passei pelo Continente, tendo o Gil ficado nos meus pais.
Quando lá cheguei disse-lhes que tinha ido ao Continente e o Gil saiu-se com esta:
- Fui ao Continete compár futa e yoguts pró Gil...

Ontem quando o fui buscar à ama, ela contou-me que ele tinha mordido na mão do A. e na verdade estava lá a marca.
Parece que o feitiço se virou contra o feiticeiro, é que o Gil também levou mais de meia dúzia de dentadas do A. e agora é ele que anda a apanhar esse mau vício, coisa que não me agrada nada. Então ontem ralhei com ele, porque ele é pequeno, mas já tem noção desse tipo de coisas e disse-lhe que não se mordia, que senão levava tau-tau na boca. Ele fez beicinho e começou a choramingar e veio aninhar-se no meu colo.
Lá lhe expliquei que o Gil não podia ser mau, tinha de ser amigo e não podia morder, mas sei muito bem porque é que ele lhe mordeu, é porque o A. passa o tempo todo a tirar-lhe das mãos o que quer que seja que ele tenha e ele para se defender deve ter-lhe mordido a mão, por ele lhe ter tentado tirar qualquer coisa.
Creio que até deve ter sido a bola, pois de há 3 dias para cá que o cenário é este:



A bola vai sempre com ele, para onde quer que vá, de manhã leva-a para a ama, à tarde quando o vou buscar, trá-la para irmos à avó, quando regresamos a casa, volta a levá-la para casa, para ir "jogáre com o papá e com o Patick".

Será que daqui a uns 16 anitos também estaremos em Manchester? O L. diz que ele vai ser a nossa reforma antecipada e eu bem lhe tenho dito, que se ele não continuar a trabalhar ainda morrermos é todos de fome! LOL

terça-feira, janeiro 13, 2009

Os Diálogos Dele...

Ontem em casa dos meus pais, queríamos fazer um telefonema para falar com os pais do padrinho do Gil, mas ninguém sabia o número de cor e como imperava a lei do menor esforço, fui aos números registados do telefone e marquei o que primeiro que se iniciava por 30, sabendo que o deles é assim que começa...
Do outro lado atende-me uma voz que desconheço e fiquei a pensar se não seria o número errado...
- Estou sim? Peço desculpa, estou a falar com quem? - questiono eu.
- C'o Pai Natal - responde o Gil.
Os meus pais desataram às gargalhadas e eu já nem consegui falar com a senhora!

- Mamã, o João mordeu a bola...
- O João mordeu a bola? Tens a certeza que foi o João?
- Não, o cão...
- Então o João ou o cão?
- O cão do João! Não morde cão, não morde a bola!

Hoje de manhã, vira-se para o gato e diz-lhe:
- Anda cá gato, anda dançar com'osco! (connosco).

Talvez por ter tido um soninho muito bom, hoje acordou muito bem disposto, mas agora só quer a bola, é quando se deita, é quando acorda... saiu de casa agarrado a ela e levou-a para a ama.
Hoje vou começar a recolha das fezes dele, para no sábado as ir entregar ao laboratório, hoje já não come carne, nem tubérculos e outras tantas coisas... o pior é que ele agora anda numa fase em que quer comer tudo o que vê. Mas optei por fazer refeições de peixe, para ver se ele não nos chateia com o que estamos a comer. Depois também pode comer bolachas, pão e fruta, que é o que nos pede mais amiúde.

segunda-feira, janeiro 12, 2009

2 / 2 / 2


Às vezes os contadores dão-nos estas leituras engraçadas...

O Nosso Fim de Semana

Passou a correr!
O L. na 6ª feira ficou mesmo doente, a gastroenterite apanhou-o e ele tem estado bem pior do que eu estive! Quando cheguei a casa a MFP ainda não tinha começado a cozinhar e eu peguei na cuba e enfiei-a no frigorífico, para o almoço de sábado, pois já era visível que não se ia comer nada daquilo e o Gil também já tinha jantado.
O L. tremia da cabeça aos pés, estava deitado com o roupão vestido e o ar condicionado ligado e só dizia que não conseguia aquecer. Disse-lhe para medir a febre e ele teimava em dizer que não tinha febre, coisa que era impossível, pois queixava-se com frio, mas tinha a cara parecida com um pimentão. Tinha 38,5º.
Fiz-lhe um chá, dei-lhe UL250, pois a casa de banho passou a ser o sítio eleito dele, ainda lhe dei um Phosphologel, para também acalmar o estômago e dois Ben-r-Un's para a febre. Mas apesar disto no sábado de manhã, insistiu em ir trabalhar. Quando voltou comeu pouca coisa, tomou mais uma catrefada de medicamentos e foi dormir com o Gil.
Eu saí para ir às compras, mas fui num pé e vim noutro. Tinha deixado um pãozinho a fazer e depois ainda fiz um bolo. Como eles continuavam a dormir e não podia fazer muito barulho, aproveitei para ir passar a ferro. Ficámos em casa o resto do dia.

Ontem, a minha cunhada I. fez anos e fomos lá almoçar. O L. já estava um pouco melhor, mas a diarreia insiste em não deixá-lo pois já hoje de manhã teve de voltar a tomar Imodium.
Por seu lado, o Gil tem passado estes dias a comer, ontem então foi demais. Depois de almoço fomos ao Olivais Shopping, pois queríamos ir à Rádio Popular comprar um aquecedor e quando lá chegámos as prateleiras dos aquecedores estavam simplesmente vazias! Ainda passámos com pelo Izi, mas também não tinham o tipo de aquecedor que eu queria.
Fui ao Pingo Doce buscar umas coisitas e quando passámos na secção do pão, o Gil já não se calou que queria pão, lá lhe dei umas bolachas, que nos acompanham sempre. Quando chegámos a casa andava só a pedir bolo, pão com "mantêga", mas não quis comer o yogurt todo... E o engraçado é que ele ontem não quis dormir o dia todo e o resultado foi este, depois de jantar:

Dormiu uma horita no sofá e depois quando viemos para casa veio o caminho todo acordado. Quando chegámos a casa, para ele voltar a dormir é que foi uma coisa linda... fez uma das suas birras, eu estava a ver que ele não se calava, queria ir jogar à bola e queria a bola. Só depois de eu lhe dizer vezes sem conta que ele no dia seguinte ia brincar com a bola, ia jogar com o A. e a avó Nine é que ele lá acalmou, mas esteve a chorar e a gritar uns 20 minutos! Lá adormeceu e dormiu a noite toda na sua caminha.


À parte disto, decidi fazer um blog com as minhas receitas e invenções, já que este blog é mais sobre a família e em especial sobre o Gil. Podem-nos visitar aqui, mas ainda só estamos a começar. ;)

sexta-feira, janeiro 09, 2009

...

Para desanuviar este onda estranha que paira sobre mim, tenho traçado objectivos fúteis, mas que me mantêm ocupada… assim, andei pela net em busca de receitas para a minha MFP (Máquina de Fazer Pão) e encontrei umas receitas bem interessantes!
Na quarta-feira, depois do trabalho fui buscar o Gil, deixei-o na minha mãe e fui ao Centro das Análises ver o que era necessário para o Gil fazer as tais análises devido às sucessivas diarreias e gastroenterites. São análises chatas de se fazer, já que ele deve continuar com dieta e não pode comer carne nesses dias…
Além disso acho que ele ainda não está a 100%, pois nessa noite, ainda se fartou de arrotar a “ovos podres” era um cheiro quando arrotava, mas felizmente não voltou a ter diarreia e espero que esteja mesmo tudo regularizado. Ainda pensei que durante a noite fosse vomitar ou coisa assim, até porque agora parece um aspirador, quer comer tudo o que apanha, mas passou bem a noite. O pior foi mesmo de manhã, para acordar e vestir-se… agora é todos os dias um berreiro, o que vale é que para ficar na ama, nem diz nada, fica lá bem disposto!
Então nesse dia, já depois dele ter jantado fomos para casa e pedi ao L. para ir ao supermercado comprar qualquer coisa para jantar, pois o nosso frigorífico está descapitalizado de comida… tenho mesmo de ir às compras, porque apesar da despensa estar cheia de mercearias, carne e peixe já não temos, só que o tempo não tem chegado para tudo.
Ele comprou umas pizzas, fiz uma e guardei a outra. Entretanto, comecei a olhar para as receitas e toca de começar a encher a cuba da MFP. Programei para de manhã e mal me levantei, tinha isto à minha espera:



Este pãozinho ficou delicioso, retirei a receita daqui, é portanto um pão de cerveja e queijo, o que nos deixou um aroma delicioso pela casa, logo de manhã. Só acho é precisava de um pouco mais de sal, segui a receita toda à excepção do fermento, em que coloquei meia saqueta de fermento Ramazzotti e, por acaso até pensei que levava pouco sal, mas como levava o queijo, pensei que compensasse, mas também pode ter a ver com a marca do queijo… usei queijo Mozzarella da marca do Pingo Doce.

Já para o meu almoço de ontem, decidi também preparar algo, pois tinha descongelado no dia anterior dois bifes de frango (ou seriam de perú???). Coloquei um fio de azeite na MFP, cobri com uma cebola média cortada às rodelas, coloquei os 100ml que tinham sobrado da cerveja que tinha colocado no pão e de um lado coloquei os bifes, previamente untados com sal, alho em pó e depois com uma cobertura de mostarda. Do outro lado, coloquei batatinhas cortadas em pequenos quadrados, coloquei-lhes sal e reguei tudo com mais um pouco de azeite. Programei para a hora de almoço. E quando fui almoçar, o que me esperava era isto:




Estava óptimo! A vantagem disto é que se pode programar a máquina e quando chegamos a casa para almoçar ou jantar, está tudo feitinho sem perder mais tempo!
A comida não é muito diferente da que se faz no forno ou mesmo num fogão, mas chegar a casa e ter a comida pronta e ainda por cima quentinha, é um regalo! Algumas batatinhas estavam mais rijas e um pouco mais escuras, mas acho que foi por essas, não terem sido cobertas com o azeite e a cerveja, tendo ficado oxigenadas e não apanharam o calor total da máquina.
Em resumo, esta minha prenda de Natal, foi uma das melhores que recebi do maridinho!


Ontem não andei pela blogesfera, porque estive o dia todo sem internet... imaginem porquê... porque as contas não foram pagas atempadamente! Percebem porque não estou minimamente satisfeita com isto???

Eu ainda não ando bem, as cólicas e a diarreia visitam-me sempre pela manhã, hoje nem consegui tomar o pequeno almoço, tomei um banho, despachei o Gil e meti um pacote de leite de soja e umas bolachas Maria para comer aqui, mas também tenho culpa no cartório, não tenho feito qualquer dieta, isto porque durante o dia sinto-me melhor... Acho que o L. também anda a ficar assim, hoje estava a queixar-se e dizia que a culpa era do pão de queijo e cerveja, mas eu cá acho que é mesmo uma virose que anda para aí e este frio de rachar é excelente para manter essas bactérias activas!

O carro de manhã marcava 0 graus, brrrrrrrrr que frio! Estou aqui com o aquecedor ligado e estou a morrer de frio, tenho as mãos petrificadas, mas quem é que se lembrou de mandar isto para aqui????


Adenda às 16h40: O L. também apanhou a gastroentrite, diz que tem estado com dores de barriga, vómitos e que o frio não ajuda nada... Deixei o jantar programado na MFP, mas parece-me bem que só o Gil é que o vai comer... :s

quarta-feira, janeiro 07, 2009

Apetite de volta!

O Gil está já a recuperar o peso perdido e acho que não assim tão pouco quanto isso, pois apesar de lingrinhas ele não tinha nenhum ossito a notar-se, coisa que já não se pode dizer agora, pois as costelas são visíveis, no entanto, parece que ele anda a compensar o que não comeu naqueles dois dias...
Ontem depois de o ir buscar à ama, fomos a casa dos meus pais e mal lá chegou acercou-se do fogão e só dizia: "Quéu papinha, tem fome, quéu arroz!". O que sei é que acabei por ter de lhe arranjar comida, apesar de normalmante só lhe dar o jantar pelas 19h30 e ontem ainda nem 19h eram.
Dei-lhe um pouco de batata e polvo cozido que a minha mãe lá tinha, mas não lhe quis dar o feijão frade. Como eu também não tinha comido grande coisa durante o dia, apesar da indisposição, estava com fome, mas ainda não tinha conseguido arranjar a comida para mim, já o Gil tinha comido tudo o que lhe tinha colocado no prato, sem ter de ser eu a empurrar-lhe a comida, pois comeu tudo sozinho!
Quando viu no meu parto o feijão frade, já não se calou: "Quéu feijão, quéu feijão!" Lá lhe dei uns quantos feijões, mais um pouco de batata e de polvo. Já antes disso, tinha comido uma fatia de pão e durante o jantar voltou a penicar pão e ainda comeu a fruta.
Hoje confirmei com ama as horas a que tinha lanchado, mas calculei que fosse pelas 17h. Já sabia que depois de uma gastroenterite o apetite vinha em força e agora é ve-lo a comer com satisfação!

Eu não estou tão afectada como o Gil ficou, pois claro, porque as nossas resistências são diferentes, mas durante a noite as cólicas acordaram-me (juntamente com a máquina de fazer pão que tinha programado, para de manhã ter pão quentinho), mas só de manhã é que a diarreia resolveu aparecer. Tomei um UL, continuo com cólicas, mas nada que não se aguente.
Apesar disso, o meu ânimo continua em baixo, sinto que a minha vida devia levar uma volta... destesto o que faço neste momento e não vejo grande futuro nisto. Será que há ali ao fundo, uma réstia de luz?

terça-feira, janeiro 06, 2009

Isto não está fácil...

Acho que o meu estado de espirito anda mesmo em baixo e tudo me parece meio negro, mas parece que nada corre lá muito bem... Acho que o Gil me passou a gastroenterite, já fui umas quantas vezes à casa de banho, apesar de não ter diarreia, mas tenho cólicas, que também são agravadas pelo Mr. Red que resolveu dar o ar da sua graça e tenho andado a arrotar a "ovos podres", dando a entender que isto aqui por dentro anda a funcionar mal, muito mal... O meu almoço resumiu-se a uma bola de pão, com pouca manteiga e a um chá. Tomei dois Ben-r-Un's, pois sinto o corpo todo partido. Tou a ver se me escapo disto...


Por sua vez, o Gil parece estar melhor, a sua energia inesgotável está de volta, a diarreia começa agora a passar, apesar de não saber ainda, como têm corrido as coisas, hoje, pois a manhã aqui no escritório foi com bastante trabalho e nem deu para ligar à ama.
Logo de manhã foi um berreiro enorme para acordar e para se vestir e só dizia: "Não quéu ir à vó Nine, quéu ir à vó Nana!" o que significa que não queria ir para a ama, mas para a minha mãe. Previa um berreiro ainda maior quando o deixasse na ama, mas surpreendentemente, ficou lá bem, sem choro nem nada.


A operação da minha avó foi muito mais rápida do que estávamos à espera, mas até agora o meu pai ainda não conseguiu falar com o médico, para saber pormenores. Tendo sido rápida, das duas uma, ou não havia grande coisa a fazer ou o mal é menor do que pensávamos. Vamos a ver.

À parte disto, estou a prever ficar congelada com esta vaga de frio! Detesto frio, detesto chuva, os últimos dias foram penosos, tendo em conta a sombridão a que nos sujeitaram, com imenso nevoeiro à mistura e estes, com este frio também não os tolero melhor, Verão onde andas?

Respondendo a algumas questões que foram colocadas acerca das sucessivas gastroenterites do Gil, ele não tomou a vacina, porque ela saiu já depois dele ter completado 6 meses e pelo que foi dito, ela só podia ter sido tomada até essa altura. Não sei exactamente que vacina era, nem se haverá outra, mas isto foi o que me disse uma das enfermeiras de pediatria, que até nem era muito de acordo em administrar essa vacina.
Na consulta dos 2 anos, a médica mandou-lhe fazer umas análises às fezes para ver se existe algum parasita residente que provoque estas gastroenterites frequentes, mas entretanto veio o Natal, o Aniversário dele, depois o Ano Novo e mais uma gastroenterite, pelo que ainda não foi fazer a análise, mas já pedi à minha prima para passar pelo Centro de Análises para ver o que era necessário.
Obrigada pelas vossas mensagens de preocupação e apoio.

Adenda: Estive a ler isto agora e ao que parece a vacina das gastroenterites já existiam antes do Gil ter 6 meses, tendo isto sido actualizado na altura do nascimento dele, mas nunca me falaram dela e só tive conhecimento da sua existência quando ele já tinha 8 meses e já tinha sofrido pelo menos umas 3 gastroenterites... Não devo ter outro filho, mas se tiver, com certeza que lha vou dar, sem qualquer hesitação!

Ia-me esquecendo e para isto não parecer um eterno muro de lamentações... tenham um excelente Dia de Reis e comam um fatia de Bolo rei por mim, que eu hoje dedico-me só às torradas e ao chá!

segunda-feira, janeiro 05, 2009

Actualização - gastroenterite

Felizmente o Gil está melhor, o apetite dele voltou, embora ainda não esteja a comer como dantes, mas por exemplo hoje ao almoço consegui que ele comesse um pouco de arroz com borrego, um pouco da sopa de cenoura com arroz e ainda comeu um boião de pera e maçã. Já voltou às traquinices de sempre, mas ainda me preocupa o facto da diarreia continuar, sem dar tréguas e não lhe foi receitado nada, para tal... Fico a pensar que se não melhorar até amanhã, não deva voltar às urgências, mas continuo a achar que fomos tão mal atendidos desta vez, pois parece que a gastroentrite nem era relevante, que nem sei se me apetece submete-lo novamente a umas infernais horas de espera, com crianças ainda pior que ele...

Entretanto falei com a ama dele e ao que parece, foi uma virose que atacou todas as crianças que ela tem, à excepção da mais pequena, que não tinha ido nas duas últimas semanas. Contei-lhe que ele começou assim na 5ª feira e que continuava com diarreia, ao que ela me disse que o neto também começou assim no mesmo dia, mas tinha sido medicado para a diarreia.
Decidi ligar para a minha sogra, para ver se ela podia passar pelo Posto Médico onde trabalhava, para saber se ele pode tomar alguma coisa, ela falou-me que a primeira pediatra costumava receitar Coca-Cola sem gás, coisa que eu já tentei dar ao Gil, mas ele mal prova, faz uma cara de desagrado e ainda me responde: "Não pésta!" Estou a aguardar que ela me diga qualquer coisa...

Hoje de manhã fui a uma consulta de oftalmogia retractiva, para ver se podia ser operada à alta miopia que tenho e a resposta foi negativa! :(
O médico foi bastante simpático disse-me que poder até podia, mas estava no limiar de risco e como me dou bem com lentes de contacto, não aconselhava a alterar esses hábitos. Não fiquei aborrecida de morte, pois já estava mentalizada para que não pudesse ser operada, mas não deixei de ficar triste... e ainda mais agora que nada parece correr bem, é mais um ponto negativo a ajudar, bolas!

Quanto à minha avó está provavelmente a ser operada a esta hora e aguardo por notícias.

Como devem calcular o nosso fim de semana foi caseiro, apenas ontem saímos de manhã e fizemos umas comprinhas para o Gil nos saldos, já a contar com o ano que vem, porque como a crise anda aí, eu aproveito sempre os saldos para comprar roupa para ele, para o ano seguinte e acredito que poupo alguns euros!

Adenda: A minha sogra ligou-me a dizer que tinha falado com a enfermeira de pediatria e que aconselhava a dar-lhe o UL de 250g, de manhã e à noite durante 2 dias. Quando sair do trabalho vou à farmácia buscar e leva logo com uma dose.

domingo, janeiro 04, 2009

Noticias Breves

Esta gastroenterite do Gil tem sido bem pior do que é habitual, na 6ª feira ainda rumámos à Estefânia, pois ele continuava sem querer comer e com febre. Esperámos 3 horas para ser atendidos, para estarmos no gabinete cerca de 10 minutos a ser atendidos em simultâneo com outras crianças… na sala de espera havia mais crianças com vómitos, diarreias, tosse e outras maleitas. O atendimento foi evasivo e sem grandes explicações. Quando questionei sobre o facto dele não querer comer, pois já havia perto de 48 horas de quase jejum, a resposta foi: “Quando tiver fome, come!”.
Sinceramente, não gostei do atendimento desta vez e não me trouxe nenhum descanso. A médica limitou-se a dar-lhe uma pomada para os olhos, que começaram a criar ramelas. Disse para continuar com o Ben-r-Un no caso de febre…
Ontem, o Gil esteve um pouco melhor, comeu metade da papa de manhã, meia sopa pelas 15h e fatia e meia de pão, mais tarde, feito por mim. Não quis mais nada e passou metade do dia a dormir no sofá, coisa nada habitual. A diarreia continuou, mas em pouca quantidade e a febre não voltou, felizmente.
Hoje acordou cedo e pediu logo papa, algum tempo depois pediu bolachas. Almoçou sopa de cenoura com arroz e ainda comeu um pouco de esparguete com um pouco de hambúrguer grelhado, de frango. Depois de almoço queixou-se com dores de barriga e tivemos direito a mais um episódio de diarreia e era em tal quantidade, que foi directamente para o duche! Dorme desde então, há quase duas horas.
Creio que amanhã ainda não vai para a ama, tendo em conta que o estômago já estabilizou, espero que aconteça o mesmo com os intestinos… Estamos à espera que acorde para podermos ir visitar a minha avó ao hospital.

sexta-feira, janeiro 02, 2009

Péssimo Começo de Ano!!!

Definitivamente as coisas não andam a correr nada bem por estes lados... não acredito em bruxas, mas já pensei se alguém não nos terá rogado uma praga...
O Gil está novamente com uma gastroentrite, em menos de um mês já são duas e esta é das fortes... começou ontem a vomitar a seguir ao almoço, vomitou o yogurt que comeu depois de acordar, pelas 11h e pouco, a sopa e o arroz de peixe. Vomitou faseado por três vezes, depois ficou-se a dormir no meu colo. Dormiu cerca de 45 minutos, quando acordou parecia mais bem disposto, não quis comer, mas bebeu chá.
Pelas 19h voltou a vomitar, o chá, já que nada mais tinha comido. Liguei para a linha Saúde 24, visto ele não ter comido nada, disseram-me para lhe dar o "Miltina Electrolic" e se ele não quissesse comer não seria preocupante por um dia.
Já em casa, porque a passagem de ano foi em Alenquer em casa de familiares e por lá dormimos e depois ainda fomos jantar com os meus pais, pediu-me bolachas e "chá" (o Miltina), comeu umas 4 bolachas e foi bebendo o Miltina. Pouco depois começou com diarreia, em cerca de uma hora foram três mudas de fraldas. Arrotou e veio um vómito, por cima de mim, mas continuou a comer a bolacha. Depois deitou-se para dormir. Poucos minutos depois, vomitou as bolachas e todo o Miltina que tinha ingerido. Toca de o mudar, mudar a cama e nova muda de fralda.
Pela 1h30 novamente diarreia. Muda de fralda. Às 4h30 acorda a choramingar, para acalmar logo de seguida, pela manhã estava cheio de febre... coloquei-lhe o Ben-r-Un e deixei-o na minha mãe, em vez de o deixar na ama.

Mas como um mal nunca vem só, a onda de maré negra não se fica por aqui, ontem a minha avó caiu da cama e partiu uma perna, tem de ser operada ao fémur e está internada no hospital! Já lhe disse que o meu avô tinha tempo de esperar por ela, mas ela tem estado muito ansiosa e muito deprimida e depois parece que tudo corre mal... O pior é que ela tem um grande problema de cicatrização e até temos medo da operação!

Já liguei para minha mãe uma série de vezes, o Gil tem estado só a dormitar, o que não me deixa nada descansada, porque é um dos sintomas de desidratação, continua sem querer comer e limita-se a beber pouquinho do soro, não sei o que fazer...

Adenda às 14h20: Fui almoçar aos meus pais para ver o Gil, voltou a ter febre, mas já comeu duas bolachitas, tem bebido o soro e consegui com que ele comesse um pouquinho de Nestum de Arroz. Deixei lá yogurts de soja, para ver se daqui a pouco voltava a comer mais qualquer coisa. Quando saí, a febre começava a baixar, porque a minha mãe já lhe tinha dado o Brufen.