quinta-feira, outubro 23, 2008

Gracinhas e Castigos

Às vezes gostava de conseguir fazer uma descrição exaustiva das gracinhas do Gil, mas a verdade é que muita coisa, acabo por esquecer...

Há já muito tempo que o Gil conta quando está a subir ou descer escadas, mas ontem tínhamos o meu pai atrás e enquanto eu lhe conto apenas até ao cinco o meu pai quis ir até aos dez.
- Três, quatro... - começa o Gil
- Não filho, começa no um! - Digo eu - Um...
- Um - repete ele.
- Dois, três, quatro, cinco... - continuo.
- Quatro, cinco, seis... - responde ele.
"Seis?" Fico eu a pensar... ele sabe que a seguir vem o "seis?"
- Sete! - Diz o meu pai.
- Oito - responde o Gil.
"Oito?" Ele disse oito? Começo a ficar demasiado surpreendida... e termino:
- Nove, dez - e depois recomeço. Fiquei com a sensação que o miúdo disse os números "ao calhas", mas terá mesmo sido?

A última adoração do Gil é um puzzle de madeira, com bastantes peças. Adora brincar com elas, não as coloca no devido tabuleiro, mas dei-lhe uma caixa de plástico, onde ele as transporta de um lado para o outro, sempre que está em casa. Não a larga até ir para o banho!
Chega a casa e a pergunta da praxe é:
- Mamã, as peças?
- Não sei Gil, tens de procurar!
- Ohhhhhh Não há peças?
- Não sei amor, temos de ir procurar! - digo-lhe eu enquanto o mando para o quarto dele e eu vou buscá-las onde as tenho escondidas, pois antes de dormir temos mesmo de esconde-las, senão ele recusa-se a dormir e quer ficar ali a brincar com elas, uma eternidade.
- Ohhhh o papá fugiu com as peças?
- Pois, se calhar foi, o papá fui com as peças... temos de as procurar!
Quando as vê, delira e grita:
- As peças, as peças do Gil!
O que acho fascinante é que já consegue identificar quase todos os desenhos das peças, ontem estive com ele a ver se ele sabia dizer-me, por exemplo, todos os meios de transporte e não é que ele soube dizer o nome de todos? O avião, o barco, o comboio, o popó e a mota!

Ontem como para nos chamar a atenção, começou a desbobinar um reportório que nos fez soltar uma gargalhada:
- O menino do avô, o menino da avó, o menino da avó 'Telvina, o menino do Henrique, o menino da Paula, o menino da mamã...
- Oh Gil 'tás a passar-te? - E com isto ria-se, que nem um perdido!
Onde vai ele buscar estas coisas?

Ontem quando chegámos à garagem para ir arrumar o carro, olha para a mota do vizinho e diz:
- Ohhhh não há mota! O viziii saiu com a mota!
Eu olho para ele com cara de ponto de interrogação, pois ele tinha a mota à frente:
- Não há mota, Gil? - pergunto-lhe.
- Aquiiiiiiiii!!! - aponta ele todo contente e com cara de gozão.
Olha que isto... este miúdo é mesmo um brincalhão!


Ontem quis testar para ver se ele já entendia os castigos, que tenho de começar a aplicar para lhe corrigir alguns comportamentos... depois de lhe ter pedido para se descalçar, ele atirou as meias e os sapatos para o chão. Pedi-lhe para ele ir arrumar as meias e dar-me os sapatos, para eu arrumar. Fez de conta que não ouviu e as meias e os sapatos ali continuaram, até eu me chatear. Tirei-lhe a caixa com as peças, coloquei-a à vista dele e disse-lhe que só lha dava quando ele arrumasse as meias e me desse os sapatos.
Foi um berreiro termendo, ainda caiu, pois o chão do meu quarto levou cera há pouco tempo e tem estado escorregadio e ele caiu, mas lá foi arrumar as meias e deu-me os sapatos. Afinal os castigos já começam a funcionar. Tenho de os pôr mais vezes em prática!
E vocês também aplicam castigos para lhes corrigir comportamentos? É que me parecem mais indicados do que desatar aos berros (coisa que também faço de vez em quando - há alguma mãe que não faça?) ou dar-lhe uma palmada (coisa que às vezes também acontece, embora deteste faze-lo e nem sequer resulta com este miúdo). Contem-me como fazem!

7 comentários:

Mama Babada disse...

Tens 1 desafio no meu blog
Beijokas

Gaivota disse...

Pois acho que assim que eles entendam os castigos é a melhor forma de levar a coisa. As palmadas e a gritaria só lhes servem de exemplo, mas nem sempre é fácil não gritar...

Beijos

Monica disse...

LINDÃO!
Está tão crescido :)
Beijocas

susana disse...

pois o gonkas já entende k kdo erra sem razão ou birras é sinal de castigo,mas dakeles k duram 2horas,sem tv...playstation e brinkedos.
Temos de os castigar nakilo k mais gostam de fazer,pk bater ou gritar o efeito é nulo.

jokitas

Sofia, Pedro e Joana disse...

Olá querida mamã, o Gil está o máximo, sem dúvida, adorei a situação dos números!
Quanto aos castigos, por ora a Joana ainda é pequenina, pelo que só usamos o Não.
Beijinhos e bom fim-de-semana para vocês, Sofia,Pedro e Joana

Sandra e Afonso disse...

Não sou um exemplo muito bom no que se refere a castigos...
Eu bem digo não e tal, mas se ele chora já lá estou ao lado dele...
Sabes, é que ele sabes ser persuasivo... puxa o vómito, estás a ver? E eu fico aflita e pronto já se foi o castigo...
Quanto às gracinhas, eles são o máximo!
Beijo, beijo, beijo

Sandra e Afonso
www.bebeafonsinho.blogspot.com

Sandra e Dinis disse...

Normalmente nos castigos, não coloco os videos dele, e digo estás de castigo!!

Mas às vezes lá vai uma palmada (tau-tau) na fralda.

Mas parece que são todos iguais... teimosos!

Adorei as brincadeiras do Gil, ele está mesmo um tagarela.

Bjs e Bom fds