quarta-feira, novembro 12, 2008

Haja paciência...

Definitivamente acho que não tenho muita sorte com os empregos...
Estou em funções aqui desde 1 de Outubro e estou desejosa de partir para outra... não posso considerar que estou propriamente mal, pois estou perto de casa, também não tenho assim tanto trabalho que possa reclamar, mas há coisas com as quais em não consigo compactuar e não gosto do ambiente que aqui se vive.
Neste momento não há dinheiro para nada e quando eu digo para nada, é mesmo para nada! Continua a haver trabalho, continuo a fazer encomendas de material, mas a verdade é que no final do mês vão começar os fornecedores a bater à porta (alguns já começaram) e não sei o que lhes dizer... sei que não é da minha competência os pagamentos, mas quem atende os telefones e dá a cara na recepção sou eu...
Um dos sócios quase não pára aqui (o meu antigo patrão) e o sócio que está aqui mais tempo, tem atitudes que eu não considero as mais indicadas em relação a clientes e fornecedores... na verdade o que sei é que "casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão!".
Se vou à outra empresa, questionam-se sobre quem vai pagar isto ou aquilo, como se eu soubesse ou tivesse obrigação de saber disso, afinal a empresa não é minha, a mim só me interessa mesmo é fazer o meu trabalho e que me paguem no final do mês (e logo no primeiro mês as coisas já não foram certas, recebi 75% no final do mês e o restante no dia 7 e até parece que o meu ordenado é muito... é simplesmente o mais baixo da empresa, apesar de também não sermos muitos... mas enfim).
Resumindo, acho que vou começar novamente à procura de emprego, tanto por considerar que não há grande viabilidade financeira, como por não estar a gostar de certas coisas, que fazem com que eu apanhe por tabela sem culpa, nem quaisquer responsabilidade.
O pior é que o mercado de emprego continua estrangulado e continuam a oferecer salários ainda mais baixos do que tenho aqui... enfim, uma verdadeira vergonha! Além disso não tenho grande disponibilidade para ir a entrevistas...
Nem sei o que fazer... só sei que sinto uma profunda tristeza no meio disto tudo, valha-me o Gil e a sua boa disposição de "papagaio, que nunca está calado", para quando chego a casa me esquecer disto tudo!
É que se na outra empresa, nem me custava ir trabalhar, daqui já não posso dizer o mesmo... ainda assim é melhor do que o desemprego, mas não sei mesmo o que hei-de fazer...

9 comentários:

Golfinho Filipa disse...

OLá!

Acho que não perdes nada em mandar cv para outros lados. Se te chamarem, logo decides se vale a pena ires à entrevista ou não...

O mercado está mesmo péssimo!!

Um beijinho grande

Carla disse...

Comigo é a saturação... Dez anos no mesmo sítio a darem-me cabo da cabeça.Mas pronto, é como dize, isto está tão mau.

Beijos

BabyJust disse...

Oh realmente o mercado de emprego em Portugal nao anda muito bom... desejo-te toda a sorte para melhorares a tua situacao, toda a sorte mesmo...
E o chegar a casa e ter o sorriso e a voz deles a chamar por nós apaga quase tudo...
beijokas enormes
Patrícia

Maria Pereira disse...

Tens razão em dizer que um emprego menos bom é melhor que o desemprego, mas podes perfeitamente procurar noutro lado e se encontrares, então deixas este, isto pq o mercado de trabalho não está nada fácil.

Beijocas

teresa disse...

Acho que deves procurar outros empregos. Envia os CV e logo vês o que fazes.
Beijos.
Teresa e Matilde.

Simão disse...

Não percas a esperança e continua a tentar, enviando curriculos, nunca se sabe e até podes receber um pouco menos mas sentires-te feliz e não obrigada por teres de te apresentar nesse local...

bjs e boa sorte

Ana Santos disse...

Continua à procura, ate encontrares algum que esteja nas tuas espectativas.
Desemprego é que não, pois acarrata uma bola de neve.
Quando te perguntarem sobre pagamentos, nãos tens colegas que trabalhem na área de facturação para passares a chamada?
Beijinhos e boa sorte
ana e seus tesourinhos

Sofia, Pedro e Joana disse...

Olá querida mamã, apesar de estares empregada, continua a enviar CV's, pode ser que surja uma proposta irrecusável, com um bom ordenado e que te dê alguma estabilidade profissional. Não está fácil, é certo, mas por vezes, surgem boas oportunidades. E não perdemos nada em tentar!
Beijinhos,Sofia,Pedro e Joana

Sofia, Pedro e Joana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.