sexta-feira, fevereiro 27, 2009

26 Meses

Mais um mês na sua contagem...
E o Gil parece que nem sequer foi bebé, já passou, já passou toda essa fase, agora é um menino lindo, muito tagarela que quando está acordado nunca nos dá descanso, ora está a fazer traquinices das suas, ora fala, fala, fala como se não houvesse amanhã!
Se estiver apenas com ele, para além de ser uma das melhores companhias do mundo, não me sinto minimamente sozinha e nem sequer sinto falta de alguém com quem conversar, porque o rapaz adora conversar! Tem vezes que baralha as conversas todas, mas eu compreendo tudo o que ele diz (ou quase tudo... porque o Gilês às vezes é um pouco complicado). E absorve tudo o que dizemos... por exemplo usamos muito a expressão "vamos à Mitra" ou "foi para a Mitra" quando não sabemos onde ir ou quando não sabemos de qualquer coisa, ontem andava eu feita barata tonta à procura do creme para o rabiosque dele e perguntei-lhe:
- Gil onde está o creme?
- Foi pá Mita!

Depois tem muita mania que é engraçadinho! E já faz gracinhas com a linguagem, pode estar a falar muito bem e se percebe que estamos todos a dar-lhe atenção, descamba em bláblás e coisas do género.
Continuo a achar que a melhor parte do dia com ele, é à noite antes de dormir e depois do banho em que pede:
- Mãe, quéu miminhos, quéu beijinhos...
Agora também aprendeu a usar os diminuitivos e volta e meia trata-me por "mãezinha" e o pai por "paizinhe" e ontem até usou a expressão "cavalinhe".

Já conhece de cor os caminhos que fazemos de carro diariamente, de casa para ama, da ama para os avós, dos avós para casa. No inicio da semana, quando saímos da ama, voltei à direita em vez de ir para a esquerda como habitualmente, porque os meus pais não estavam lá e eu queria ir a uma loja comprar umas coisas, mal ele vê que viro para outro lado pergunta:
- Vamos à famácia?
- O quê Gil? - questionei-lhe eu porque não sabia se estava a compreende-lo bem, até porque até parecia que íamos à farmácia todos os dias, quando só lá fomos umas 2 ou 3 vezes!
- Vamos à famácia?
- Não amor, não vamos à farmácia, vamos a uma loja que a mãe precisa de ir comprar sacos pró lixo.
Assim que me vê voltar no curzamento seguinte, grita:
- Não é p'áqui! É p'áli! P'áli a famácia!
Portanto, além de quando vai no carro sozinho comigo, não se calar um minuto, em que conta tudo e mais alguma coisa e ainda pergunta por toda a gente inclusive pelo gato e pelos bonecos, ainda me vai dizendo onde tenho de virar...

É um reguila muito engraçado, que continua o chatinho de sempre, mas cada vez mais consciente do que o rodeia e cada vez mais desenvolvido em termos de linguagens. Também noto que agora deu um "salto" em termos de crescimento, pois temos alguma roupa a fugir e já chega a lugares onde não devia! :P

Se a nossa vida não estivesse tão complicada, seria a altura ideal para pensar em dar-lhe um/a mano/a, mas ultimamemte limito-me a sonhar com dias melhores. Passo horas a tentar equacionar as coisas e a tentar perceber porque muitos dos meus sonhos, não estiveram nem perto de acontecer... E ainda dizem que dinheiro não trás felicidade... não trás, mas ajuda e muito e nesta altura solucionava todos os nossos problemas, inclusive a situação da minha avó.
Mais uma vez tenho andado ausente, ando sem vontade de nada... desculpem...

7 comentários:

Sandra e Afonso disse...

Parabéns ao Gil!
Está mesmo um rapazinho crescido!
:)
Quanto ao resto, faço votos de que consigam resolver tudo pelo melhor!
Beijo, beijo, beijo

Sandra e Afonso
www.bebeafonsinho.blogspot.com

RuteNeo disse...

Parabéns por mais um mesinho! Ele está incrivel! É simplesmente delicioso ler as conversas dele!
Desejo-vos um fantástico fim-de-semana! :P
Beijinhos grandes ;)

Ana Santos disse...

Parabéns por mais um mês de Gil.
O Gil está numa fase muito linda. Descobre-se que ele anda a absorver tudo.
Eles aprendem rápido, isso dos caminhos e coisas parecidas, botam sentido a tudo.
Quanto ao esperar para a vida melhor, sei não, porque esperamos e parece3 que nunca melhora.
O meu Júlio não foi planeado para nascer tanto perto do irmão porque o pai estava desempregado, mas cá está e vai-se vivendo um dia de cada vez.
Um filho é uma alegria, mas dois é ainda maior.
Mas como se costuma dizer, cada um sabe de si e Deus sabe de todos.
Para te dizer a verdade tanto eu como meu marido queríamos 3 filhos, mas se no momento que estamos passando viesse outro filho, teria que pedir ajuda social.
Beijinhos,
Ana e seus tesourinhos

Pietra disse...

Esta fase é mesmo maravilhosa e já são a melhor companhia do mundo.
Bjs

BabyJust disse...

que delícia, mas o Gil está um espertalhao tao giro... esta fase é realmente maravilhosa nao é.... eles sao uns miúdos mesmo, como dizes bem, os bebés já se desenvolveram, tanto que nos esquecemos que já foram bebés!!!!
Beijokas enormes
Patrícia

yolanda disse...

Ola,
Muitos parabens!!!
O teu menino ta lindoooo, e muito desenvolvido.
Dá umas saudades de quando eles são bebés, não é? lol
Muitos jinhos

Dinastia FilipiNHa disse...

Compreendo TUDO o que dizes!!! Eles estão mesmo na fase em que se adequa a expressão: "é uma casa cheia".

Minha querida, espero que as coisas melhorem depressinha... A vida anda complicada demais...

Hoje no telejornal vi uma coisa sobre as amas: algures numa aldeia no norte, onde as mães não têm onde recorrer a não ser às amas, foi-lhes entregue um papel para assinarem em como aceitam que as amas deixem de fornecer alimentação. E, ou assinam, ou ficam sem ama! A maior parte destas mães trabalham por turnos em fábricas... Não é rídiculo?!!! Grande incentivo à natalidade!!!

Beijinhos