segunda-feira, outubro 13, 2008

Aí a Mota...

Já vos disse que o meu Gil é completamente doido por motas?
Foi uma das primeiras palavras que disse e não pode ver uma mota que entra em prefeito delírio!
O nosso vizinho de cima tem uma mota, que nos últimos dias a teve na parte comum da garagem para bom grado do Gil, que saía sempre de casa sem birras, depois de lhe dizermos "anda, vamos ver a mota!". Hoje de manhã ele não estava lá... acho que vou ter de deixar esse pretexto, porque sei que a mota só iria estar ali até ele vender a anterior...
Não faço ideia de onde ele tirou este gosto obcessivo pelas motas, mas acho que o foi buscar ao meu irmão, que tem uma mota de estimação há mais de uma década, quase não anda nela, mas vende-la está completamente fora de questão...
Assim, desde há uns meses para cá que estávamos decididos a comprar uma mota eléctrica ao miúdo. Há uns meses houve uma promoção no Continente, a mota custava cerca de 50 euros, mas 50% revertiam no cartão, fui ve-la, decidida a traze-la, mas quando estive perto dela, achei que era tão pequena, que não valia o investimento só por meia dúzia de meses. Assim, adiámos esse investimento.

Depois das férias vimos o catálogo da Toys'r'us e lá estava uma mota que ia ao encontro das expectativas que tínhamos, fomos lá ve-la e comprámo-la! Será uma oferta para o Natal (geralmente começamos as compras antes da confusão de Dezembro mas nunca tinha começado tão cedo! LOL). Depois disto a mota andou dentro do carro uns quantos dias, até eu me chatear e levar a mota para casa para a montar, já que o L. ainda não se tinha dado a esse trabalho e o tempo também não se multiplica, para infelicidade nossa...
Montei a mota e escondia-a atrás do sofá da sala, com a intenção de levá-la para a arrecadação no fim de semana. Acontece que, no fim de semana não andei muito bem (e ainda não estou na minha melhor forma) andei mal disposta, com cólicas, com o estomago pesado e não sei se foi algo que comi ou se é uma virosa estúpida que para aí anda, porque os meus pais e avós também tem andado assim... O Gil apercebeu-se da mota no sábado à tarde e foi a loucura!!!!
Saltava para cima da mota e já andava nela como se dominasse aquilo na perfeição, até que o L. se chateou e resolveu ir por a mota na arrecadação, porque o Gil só queria acelerar e bater com a mota nas paredes, foi um berreiro que não estão bem a ver.
"Papá fugiu com a mota!"; "Papá é mau...";"Quéu a mota!" Estão a imaginar o filme?

Quando é que este miúdo começa a ficar mais calmito e deixa de querer aremessar tudo o que lhe aparece à frente? :P

5 comentários:

Sandra e Afonso disse...

Olá Lisa,
Essa mota do Continente, por nós comprámo-la e tem feito imenso jeito, porque como é larga, não tomba e ele pode andar à vontade.
Agora estou a pensar comprar-lhe um carro... mas ocupa tanto espaço!
Quanto a começar cedo a comprar os presentes, nós andamos na mesma, mais ainda porque o aniversário é no mesmo mês...
Beijo, beijo, beijo

Sandra e Afonso
www.bebeafonsinho.blogspot.com

Sandra e Dinis disse...

O Natal chegou mais cedo a vossa casa, ehehe!

Posso imaginar o bereiro, nós há uns tempos dê-mos ao Dinis uma carro telecomandado, mas quando o quardamos ... o berreiro foi até dizer chega!!

Por aqui é mais por aviões... simplesmente adora.

Temos que aproveitar estes dias sem confusões para comprar as prendinhas.

Espero que estejas melhor, por aqui o Papá tb andou mal do estômago ...

bjs

Gaivota disse...

Ui, faço ideia a birra! Agora vão ter de lhe comprar outra coisa.

As tuas melhoras

Mamã do Diogo disse...

Quando for maior já sabes k tens de financiar uma eheh.
O Diogo tb tem uma que o meu pai lhe ofereceu, ele até televisao via sentado nela lolol.
Beijocas.

Kya disse...

O nosso Gil tem a mesma doideira por motas, tanto que quando faz birra por algum motivo, só tenho de lhe fazer o gesto para fazer pouco barulho e digo "ouve a mota" e ele cala-se a ver se ouve a dita a passar na rua (a nossa é muito barulhenta)... mas tem a quem sair, ou não fosse a mãe uma motoqueira "retirada" (por agora, ia retornar quando a Ana fizesse 7 anos, já podia andar comigo, afinal veio mais um e agora há que esperar). Felizmente, o avô emprestado arranjou-lhe uma moto dessas que alguém ia deitar fora ehehe. O Gil só tem um bocado de receio do barulho que ela faz, mas adora andar nela, que só anda ao sábado porque ficou em casa da avó. Dentro de casa tem um jipe de dar aos pés e no pátio um carro enorme que o mesmo avô também arranjou não sei onde (é só artistas!) e agora é uma chatice chegar a casa e trazê-lo para dentro sem dar umas voltinhas :D Só espero que não seja sinal de que vão ser uns aceleras, porque já muito temos de sofrer com as outras coisas... BJs