terça-feira, dezembro 09, 2008

Fim de Semana para esquecer...

Bem sei, bem sei que a vida não é eterna, que nós não somos imortais e inclusive já fiz um estudo sobre a morte em Portugal, que foi a minha tese de licenciatura, mas quando ele ronda a nossa porta, não há nem teses, nem teorias que nos acalme a dor que nos atinge a alma e que nos alivie o coração.

Não acredito em Deus e talvez por isso sofra as coisas de forma diferente... vejo o meu avô a agonizar num leito que é de morte e nada mais, vejo os meus pais a sacrificarem-se dia a dia para mante-lo confortável, coisa que já é quase impossível. Vejo a sua demência a incomodá-lo e aos que o rodeiam, sinto-me incapacitada para ir ve-lo, dói-me vê-lo assim e as lágrimas não se conseguem esconder... evito levar lá o Gil, sei que para ele é uma alegria (quando está lúcido, coisa que já acontece muito pouco), mas se o Gil se recordar dele quando crescer, gostava que fosse de outra forma e não acamado, cheio de dores, sujeito a alturas em que não sabe onde está, quem é e nem o que faz...

A única coisa que sei é que psicologicamente não é nada fácil lidar com isto... já lhe desejamos a morte para não o ver neste estado, para minimizar o seu sofrimento, que é também o nosso, mas não somos nós que mandamos... O meu estado de espírito é neste momento de uma profunda tristeza, de um incómodo inexplicável e de uma ânsia presistente... quando o meu telemóvel toca, já espero ouvir do outro qualquer coisa como "acabou-se". No entanto, ainda sinto o coração apertinho por saber que esta situação pode-se arrastar por muito tempo...

Para piorar as coisas, uma gastroentrite resolveu visitar o Gil novamente... andou bem o domingo todo, a meio do banho percebi que ele começou a tremer inexplicavelmente, tirei-o imediatamente do banho, ele começou a ficar chatinho e rabugento, percebi que vinha aí febre... dei-lhe uma colherzinha de Burfen e ele não quis comer nada, já ao jantar também não tinha comido grande coisa. Diarreia teve apenas no sábado, mas sem vómitos ou febre. A noite de domingo foi mal passada... pouco depois do banho adormeceu, a febre começou a baixar pouco depois, para voltar a subir cerca de hora depois, já ia nos 39º. Às 3 da manhã, acordou a choramingar e sob o efeito da febre, liguei para a linha Saúde 24 e a meio da chamada, o Gil começou a vomitar... fiquei a saber que era mais uma gastroentrite, disseram-me para alternar o Brufen com o Ben-u-Ron e para lhe fazer dieta líquida, aquilo que infelizmente eu já sei de cor...
Ontem andou mais ou menos bem disposto, apesar de não ter querido comer grande coisa, mas também não forcei que comesse o que quer qiue fosse. Não vomitou nem teve diarreia.

Esta noite também foi complicada, acordava a chorar desalmadamente, chorava ele e eu, que não sabia o que ele tinha, nem o que lhe fazer! Hoje foi para avó paterna, que pelas 11h da manhã me ligou a dizer que ele tinha vomitado a papa toda do pequeno almoço... sai do trabalho a correr, passei pela farmácia para lhe comprar Miltina Electrolit, já que aos soros que se desfazem na água, ele manda-mos beber a mim e lá fui abraçá-lo e dar-lhe miminhos. A avó fez-lhe uma canja de galinha e juntamente com bocadinhos do soro, lá comeu menos mal, pois via-se que apesar da indisposição, que entretanto já tinha passado, ele estava cheio de fome.
Almocei com a minha sogra, coloquei-o a domir e voltei para o trabalho, pois prefiro que seja eu a ter que dizer dos patrões, do que eles a terem de dizer de mim... ainda ontem disse ao L., não me quiseram dar a semana toda do Natal... mas infelizmente acho que vão-me dar uns dias de luto...
E nem sei como será o Natal e muito menos o aniversário do Gil, que coitadinho não tem noção nem culpa de nada e não queria deixar de fazer a festinha dele, mas nem tenho cabeça para isso, nem sei como será...

Desculpem lá o desabafo e as coisas tão tristes de que hoje falo, mas este cantinho é o meu refugio para desabafar, sobre estas coisas que me afligem a alma...

11 comentários:

Ana Luísa disse...

FAz bem desabafar...
Deixo-te um grande beijinho de apoio e de compreensão.
Um abraço.

Sandra e Dinis disse...

Sei o que é ter assim um bébé... tadinho do GIL!

Só com o tempo e dieta essa gastroentrite vai num instante!

Sinto muito pelo teu avô.

Beijinhos
Sandra

kris&biduzito disse...

As "ites" andam ai em força, só com tempo agora é que passa.

Sei o que sentes com o teu avô já passei pelo mesmo algumas vezes.
por isso o me3lhor que consigo fazer é não dizer nada e mandar beijinhos
força

susana disse...

Lisa,o k tu passas com o teu avô tb eu já passei com o meu e sei o k sentes e n puderes fazer nd.
Td de bom e as melhoras do teu principe.

jokitas

Mama Babada disse...

Pois é amiga a vida é mesmo assim...
Linda as melhoras ao Gil e força mta força.
Beijokas
Nídia e Eva

Sandra e Afonso disse...

Como eu te percebo Lisa... a minha avó está igualzinha!

Quanto ao Gil, espero que ele melhore... tadinhos, eu prefiro 100 vezes uma constipação a uma gastroenterite!

Beijinhos grandes para voces!
Para ti muita força!

Beijo, beijo, beijo

Sandra e Afonso
www.bebeafonsinho.blogspot.com

Isabel disse...

Olá, cheguei aqui através de outro blog. Lamento muito pelo teu avô.

E o teu pequenito, que chatice... as gastro são tão chatas, demoram tanto tempo a passar e eles (e nós) vamos-nos tão abaixo...

Um beijo grande e as melhoras do Gil (que é Lindo!)

joana disse...

Um beijinho grande! Força aí!

Bjs

Golfinho Filipa disse...

Minha querida,

Deixo-te um beijinho grande...

Força!

Gaivota disse...

É muito triste este momento que passas, infelizmente sei como é :(

As melhoras do Gil.

Beijos

mamã disse...

Minha querida, muita força!
Infelizmente posso compreender a tua dor. Desabafa e não contenhas nada lá dentro pois isso não ajuda.
Tens o teu Gil para te ajudar a dar ainda mais força!
As melhoras do Gil.

Um beijinho grande