sexta-feira, dezembro 05, 2008

Mais um susto...

Peço desculpa pela ausência, mas tenho andado sem paciência nenhuma para nada...
As coisas aqui no trabalho, continuam meio estranhas, gostava mesmo de arranjar outra coisa, por outro lado, a situação dos meus avós piora dia a dia, se dantes ainda podia deixar o Gil um bocadinho na minha mãe, para orientar as coisas em casa, agora já não lhe peço isso, porque sei que anda subcarregada com a situação deles e na verdade não vemos grandes melhoras... acho que agora é sempre a piorar...

Também tenho despendido algum tempo a projectar as prendas de Natal, até porque daqui a pouco ele chega e não tenho muito coisa organizada e logo a seguir temos o aniversário do Gil.

Por sua vez, o Gil continua um irrequieto de primeira e não posso deixar de o vigiar nem por um segundo, foi precisamente um segundo que ontem o levou a atirar-se do berço... tendo aterrado no chão literalmente, de cabeça!
O berço tem grades, mas também tem uma trave onde ele se pendura, colocou a barriga em cima da grade, baloiçou e catrapum! Eu estava mesmo ali mas não consegui evitar que ele caísse e batesse com a cabeça no chão, consegui apenas segurar-lhe as pernas e evitar que o corpo também caísse, mas nessa altura já ele tinha batido com a cabeça no chão...
Ele desatou a chorar, é claro, vi imediatamente a cabeça dele, pois tive a sensação que bateu com o cimo da cabeça, mas não, bateu com a zona frontal, ficando um hematoma no cimo da testa. Naquele momento agarrei-me a ele, completamente desnorteada, tentei acalmá-lo e tentei perceber onde se tinha magoado.
Depois tentei ver quais as reacções dele, ele não levou nem dois minutos a parar de chorar e só dizia "O Gile caiu da cama... bateu no chão..."
Liguei ao L. a contar o sucedido, mas ele já estava a chegar a casa... coloquei o Gil no chão a ver se andava bem e se se queixava de alguma coisa. Dentro de 5 minutos começou a ser o miúdo que conhecemos, a virar tudo ao contrário, a preseguir o gato, a deitar tudo ao chão, a arremessar com o carrinho contra as paredes, enfim... o mesmo Gil de sempre!
Como tínhamos uma visita marcada para nos fazerem uns testes à agua, mantivemo-nos por ali, a ver como ele reagia. Depois do senhor sair, liguei primeiro à minha cunhada, pois a sobrinha do L. já teve um traumatismo craniano quando era miúda, para saber como tinha sido... pelo que ela me contou não fiquei alarmada, pois o Gil não desmaiou, não vomitou e continuava ali com energia para dar e vender, até o senhor dos testes estava admirado com a energia quase inesgotável dele.
Depois liguei para a linha Saúde 24h e aconselharam-me, apesar de não haver qualquer sintoma de traumatismo, a que ele fosse observado e assim fizemos, mais uma vez fomos à Estafênia. Aguardamos cerca de 15 minutos pela triagem e mais uns 10 minutos para que ele fosse chamado, pois o diagnóstico foi considerado urgente, devido à queda ainda ter sido grande.
Fomos fazer um raio-x, e estivemos mais uns 30 minutos à espera. Eu sempre tive calma, pois tendo em conta não ter havido nenhuma das reacções associadas a um traumatismo, isso descansava-me e como depois do raio-x, nos fizeram esperar mais tempo, isso ainda me deu mais descanso, pois achei que se o raio-x (que é revelado na hora) tivesse algo de mal, tínham-nos chamado de imediato.
Mas descansada fiquei mesmo, depois de lá termos voltado e visto o resultado do raio-x, sem mácula! Ao que parece o chão flutuante, o tapete que tenho junto ao berço e ainda os meus ineficazes reflexos, conseguiram minorizar os estragos e tudo não passou de um susto!
O resultado disto é que vamos este fim de semana ao IKEA comprar uma outra cama para o Gil, já uma cama maiorzinha, onde poderá dormir até ser mais velho.

Beijokas a todas e tenham um excelente fim de semana prolongado!

Estava à espera de ter uma semana de férias agora no Natal, mas como sempre, os patrões já me estragaram os planos... haja paciência!

Só mais uma coisa, a chucha do Gil já não voltou, foi mesmo de vez, foi bem mais fácil do que pensei... o único senão é que demora um pouco mais a adormecer, mas não cedi por isso!

3 comentários:

Carla disse...

Olá. Ainda bem que não passou de um susto. Eu ainda tenho o Pedro com uma nódoa negra na cabeça por ter chocado contra o fogão da cozinha e ehi-de falar nisso à médica quando voltar à consulta.

Beijos e as melhoras

Pietra disse...

Oi, aconteceu exactamente o mesmo com o Pedro aqui há uns meses atrás, estava a olhar para ele, vi-o cair e não consegui chegar a tempo, fartei-me de chorar. Mas graças a Deus correu tudo bem.
Bjs

Sandra e Afonso disse...

Possas, que susto mesmo!
Felizmente "correu" bem!
Beijo, beijo, beijo

Sandra e Afonso
www.bebeafonsinho.blogspot.com