segunda-feira, dezembro 22, 2008

Por aqui estamos...

Estes dias têm sido sobretudo para estar com a família e a reunir forças para se continuar a viver com a ausência.
Na maior parte do tempo estou bem, mas quando estou sozinha os pensamentos assaltam-me impiedosamente e raras são as vezes que não dou por mim a chorar... embora estivesse mentalizada para sofrer esta perda e soubesse racionalmente que seria o melhor, é impossível não sofrer e não pensar nisso. A morte atinge tudo o que nos rodeia e é impossível reter todas as lágrimas.
O dia do funeral foi particularmente duro... a consoada também o vai ser, haverá menos um prato na mesa e menos uma presença. Já não o verei a bater com a bengala no Gil e a dizer-lhe "Pingonhito, não faças isso!"


O meu pai mandou pintar o quarto onde o meu avô faleceu, no sábado fomos ver a minha avó e o Gil entrou no quarto e perguntou-nos:
- O avô véinho? E a cama? (Tirou-se a cama para poder pintar o quarto).
Ficámos todos parvos a olhar para ele, pois ele já não o via há umas duas semanas e ainda assim lembrou-se logo dele... e eu que pensei que ele já o tinha esquecido.
- Amor, o avô velhinho foi fazer uma viagem... - respondi-lhe eu.
- Foi pró 'pital? - questionou ele.
- Não amor, não foi pró hospital, ele foi fazer uma longa viagem...
- Foi para o céu! - interrompeu-me o meu pai.
- Foi pró céu? - perguntou o Gil.
- Sim, foi para o céu...
Agora, de vez em quando vira-se para mim e pergunta-me:
- Mãe, o avô véinho foi pró céu?


Mas a vida continua e a morte é tão somente o outro lado da moeda da vida...
Na 6ª feira depois do funeral, resolvi passar pela cabeleireira e cortei o cabelo em metade, farta da longa cabeleira que ostentava há cerca de 5 anos, dei-lhe um desbaste. A moça que me atendeu até me disse: "Ai se eu tivesse o cabelo por meio das costas e o cortasse assim, tinha um treco!" Mas eu não me arrependi, está mais solto, mais leve e não tenho de o andar sempre a prender, pois afinal ele estava cumprido mas andava quase sempre preso, valia a pena?
Toda a gente gostou do corte, tirei cerca de 5 anos de cima e como as vestes agora são mais escuras, foi melhor assim.

Tirando isto, eu e o Gil andamos com uma tosse de cão. Na 5ª feira comecei com tosse, praticamente já com a antibiótico todo tomado. No sábado comecei a ficar rouca, ontem estava quase afónica, hoje continuo rouca e cheia de tosse. O Gil ontem estava quente mas o termómetro não acusou febre, mas hoje de manhã, dei-lhe uma colherzinha de Brufen (eu também tomei um), dei-lhe o xarope a daqui a pouco ligo à ama para saber como ele está, porque hoje ficou num berreiro...

A consulta dos dois anos, foi na 6ª feira, precisamente à hora do funeral, motivo pelo qual foi a minha sogra com ele. A médica acho-o um pouco entupido pelo que lhe receitou outro xarope e umas gotas para colocar no nariz, que pelos vistos funcionam como vacina.
O peso dele continua no percentil 5, está com pouco menos de 11 kg, no comprimento baixou do percentil 10, para abaixo do 5, com 80,3 cm, eu sabia que ele era pequenito, mas fiquei triste, pois ele no comprimento andava quase sempre no percentil 10 e agora foi acompanhar o do peso que andou sempre abaixo do 5. :(
A médica achou-o foi muito desenvolvido na fala, pois ao que parece passou o tempo todo a dizer que "a ambulânchia está lá fora" e mais umas quantas coisas. Mas acho que não se portou lá muito bem, pois a médica só lhe conseguiu ver um ouvido.
Também lhe passou umas análises, tendo em conta o facto dele ter muitas vezes diarreia e de evacuar muitas vezes por dia (o que com certeza se reflecte no peso!).

E nos dias adquirimos estes dois utilitários:

A máquina de café, veio primeiro, há cerca de um mês, pois conseguimos uma promoção, por metade do preço habitualmente à venda, e a máquina do pão, foi a prenda que pedi ao maridão para me oferecer no Natal, e este fim de semana porque precisávamos muito de miminhos, já fez furor, no sábado e no domingo tomámos o pequeno almoço com pão quentinho, acabado de fazer!

Para finalizar o post, que já vai longo, não queria deixar de agradecer a todas as vossas mensagens de apoio nestes dias complicados, li todas as mensagens de lágrimas nos olhos, quero também agradecer alguns telefonemas e sms que recebi. Obrigada a todas.

6 comentários:

kris&biduzito disse...

linda vais ver que com o passar dos dias tudo se compoe.
tambem pedi uma maquina de pao ao pai natal.
a de café, vei o george clooney trazer ;)) lolol
beijos e bom natal

Mamã da Rafa disse...

Um santo e feliz Natal para vocês!

Beijinhos com todo o meu carinho

Sandra e Dinis disse...

Lisa, fiquei com uma lagrima no olho!

Achei tão querido o teu Gil a lembrar-se do avô! Parece que não mas eles recordam. E já sabe que está no céu.

Mesmo nos percentis mais baixos ele está muito desenvolvido na fala, um fala barato!!

É bom mudar-mos de visula, parece que nós mesmas tb mudamos um pouco no espirito.

Tb tenho essas maquinetas aqui em casa. Foram oferta do marido este ano. Não passo sem um capuccino ou café por dia. E se quiseres algumas receitas ou dicas, vai ao meu blog de czinha que tenho receitas feitas na MFP.http://deliciosossabores.blogspot.com/

Bjs e se não nos vermos mais.

BOM NATAL

Mamã da Rafa disse...

Já te reenviei o convite...

Jinhos

teresa disse...

Muita força e coragem para aguentar esta perda.
As melhoras para a tosse.
Um Santo e Feliz Natal (dentro do possível) com muito Amor, Paz e Saúde.
Beijos.
Teresa e Matilde.

Gio disse...

Tambem comprei uma Dolce Gusto.... e tambem apanhei com um preço bestial.

Penso que te vou ver amanhã mas penso que so vais ler isto muito depois ;)