quarta-feira, setembro 09, 2009

Mas que raio...

Logo de manhã tenho direito a um estranhíssimo festival de relâmpagos, trovoada e aguaceiros?
Eu nem sabia se estava a ver bem...
Acordo de manhã com uns sons estranhos...

Levantei-me à hora de sempre, fui à sala passar um vestido, que estava com a roupa acumulada, que aguarda pacientemente pela hora de ser passada a ferro.
Aquele som fez-se sentir novamente, vou à cozinha e noto que me esqueci da janela aberta durante toda a noite... paciência... o gato andava desvairado e eu atesto que os sons estranhos, não só pareciam trovada como o eram efectivamente, acompanhados com os respectivos relâmpagos que inundavam todo o céu.
Daí a razão de o gato andar assim, havia algum tempo.

Provei a temperatura com um braço fora da janela e notava-se um calor quente e pesado. Pensei senão estaria a viver num qualquer país tropical, porque isto não me parecia ser muito normal.
Despachei-me, tratei de acordar o pai, para que pudesse tratar do filho.

Depois de eu e o filho, estarmos despachados, saímos para ir buscar o carro à garagem. Faço-me à estrada à hora habitual. O primeiro placard da IC17 dá-me a indicação que o piso está molhado e recomenda ao abrandamento de velocidade. Molhado? Mas eu só via mesmo era o céu turvo, oscilando entre um cinzento escurissímo e um avermelhado resplandecente.
Bastou andar meia dúzia de quilómetros para começar a sentir a chuva a abater-se sobre o pára-brisas do carro. Tive mesmo de abrandar e colocar o limpa pára-brisas na velocidade máxima, porque quase deixei de ver a estrada.
No banco de trás ia o Gil a gritar para abrir o tecto do carro... acham normal? E ainda me dizia que os "xenhores e xenhoras" dos outros carros também levavam os vidros abertos...
E mesmo com os vidros fechados, o cheiro ocre do pó levantado pelo aguaceiro, fez-se sentir ternamente no interior do carro... confesso que gosto deste cheiro outunal.
Mais à frente encontro o pandemónio total no Túnel do Grilo. Geralmente levo 20 a 25 minutos para fazer o caminho, hoje foi o dobro do tempo... raios partam a chuva e os trovões! :s

6 comentários:

joana disse...

com a tua descrição fizeste-me mesmo sentir o cheiro causado por estas 1as chuvas! É tão bom!

Qt à escolinha do Gil, vais ver que vai ser sempre a melhorar!

bj

)0( disse...

E o que eu gosto do tempo assim!!
:)

Cláudia, a mamã da Daniela, do Duarte e tb do feijãozinho disse...

eu gosto desse tempo quando estou em casa e não saio. Ontem tb demorei o dobro do tempo a chegar ao trabalho!

Maria Pereira disse...

Eu tb fiquei a pensar que estavamos a viver num pais tropical, mas hoje de manhã já estava mais fresco

Beijocas

Sandra e Afonso disse...

Olá Lisa!
Isso é que foi!
Agora vou só fazer-te um bocadinho de inveja (da boa! :)), aqui onde nasceu Portugal nem um gota caiu!
:-)
Estou a brincar contigo!
Mas por aqui tem estado muito sol e muito calor!

Estive a ler os últimos posts e adorei a foto do fim de semana radical. Voces estavam mesmo muito divertidos!

o meu marido no verão passado também desceu um rio de Kyak (???) uns 80 km com o pessoal lá do trabalho dele, adorou, mas chegou completamente roto.

Que bom que o Gil está a gostar do colégio, esse último dia ele não gostou muito, mas vais ver que daqui a nada essa situação já não vai acontecer e ele vai adorar, mais ainda porque ao que parece está por lá a menina que o deixa mais falador que o costume!
:-)))

Beijinhos para voces e obrigada pela oferta!
Da próxima vez eu aviso e peço-te a ti as indicações lá para o Shopping, ok?

Beijo grande!

Sandra

sonia disse...

por cá tb choveu e bastante, qdo ouvi chover nem queria acreditar, pedi à Madalena para confirmar se estava a chover e até a miuda ficou de "boca aberta" por estar a chover. Pelos vistos estamos a morar "num pais tropical",lol

Beijoquinhas